Copa da Liga Inglesa

Liverpool massacra West Ham, faz 5 a 1 em jogo de golaços, e está na semifinal da Copa da Liga

Liverpool passeia sobre um West Ham apático e faz o placar com gols de Szoboszlai, Curtis Jones (2), Gakpo e Salah; Bowen desconta

O Liverpool é semifinalista da Copa da Liga Inglesa. A classificação veio com uma grande goleada, por 5 a 1, sobre o West Ham, na noite desta quarta-feira (20), em Anfield. Os gols do jogo foram marcados por Szoboszlai, Curtis Jones (2), Gakpo e Salah; Bowen fez o de honra dos Hammers.

A partida foi um massacre dos comandados de Jürgen Klopp, que encontraram um West Ham totalmente apático e não tiveram piedade. Se não houve muita competição na partida, se destacam os seis belos gols que saíram no estádio do Liverpool. Agora, os Reds esperam sorteio para conhecerem o adversário da semifinal. Middlesbrough, Chelsea e Fulham seguem vivos na competição.

Times são escalados com mudanças

Como é de costume nos jogos da Copa da Liga Inglesa, tanto Liverpool quanto West Ham entraram em campo com equipes bastante modificadas e poupando alguns jogadores. Do lado dos Reds, Jürgen Klopp escalou a seguinte equipe: Kelleher; Joe Gomez, Quansah, Van Dijk e Tsimikas; Endo, Curtis Jones e Szoboszlai; Elliott, Gakpo e Darwin Núñez.

David Moyes, por sua vez, mandou o West Ham a campo da seguinte forma: Aréola. Coufal, Mavropanos, Ogbonna e Ben Johnson; Soucek e Álvarez; Kudus, Fornals e Benrahma; Bowen.

Liverpool domina primeiro tempo

A primeira boa chance do jogo saiu aos nove minutos, em jogada individual de Harvey Elliott, que vem em bom momento e, após fazer fila pelo lado esquerdo, bateu de fora da área, assustando o goleiro Aréola. Quatro minutos depois, foi a vez de Curtis Jones fazer fila e servir Elliott, que desta vez estava no lado direto. O camisa 19 bateu colocado e a bola passou perto do ângulo. Aos 22, Jones tentou resolver sozinho e chutou de longe, para defesa tranquila do arqueiro do West Ham.

Szoboszlai marca golaço

O Liverpool mandava no jogo e aos 27 minutos já havia finalizado oito vezes, duas no gol, contra zero do West Ham. A posse de bola dos Reds também era imensamente maior. E a insistência dos comandados de Jürgen Klopp foi recompensada quando Quansah roubou a bola à frente do meio de campo, em tentativa de saída dos Hammers e passou para Szoboszlai.

Livre, o húngaro teve tempo de ajeitar e mandar uma bomba, cruzada, no canto direito de Aréola, abrindo o placar no confronto. O gol foi importante para restaurar a confiança do jovem jogador, que tinha caído de rendimento nos últimos jogos.

Vencendo o jogo, o Liverpool seguiu dominando, mas sem conseguir finalizar tantas vezes. Somente aos 44, os Reds conseguiram criar outra grande chance. Elliott, bem no jogo, fez cruzamento na medida do lado direito do ataque e Gakpo, livre, cabeceou colocado, mas para fora, perdendo uma boa chance antes do apito final da primeira etapa.

Sem jogadores importantes como Lucas Paquetá e Ward-Prowse, o West Ham foi para o vestiário sem finalizar uma vez sequer.

Curtis Jones amplia no início da segunda etapa

Nem o West Ham e tampouco o Liverpool voltaram modificados para o segundo tempo. E mesmo vencendo, foram os Reds que começaram atacando. Já aos três minutos, Núñez criou boa chance depois de um giro bonito na área. Após limpar a marcação com inteligência, o camisa 9 mandou uma bomba, que Aréola espalmou. Aos 49, Curtis Jones bateu para fora após receber passe de Endo e arriscar da entrada da área.

Sem conseguir reagir, o West Ham foi punido rapidamente. Aos 10 minutos, aberto pelo lado esquerdo, Darwin Núñez deu belo passe em profundidade para Curtis Jones que se infiltrou e, mesmo sem ângulo, próximo da linha de fundo, bateu de canhota por baixo das pernas de Aréola, ampliando para 2 a 0.

Logo após o gol, David Moyes sacou Benrahma para a entrada do brasileiro Lucas Paquetá, grande destaque do West Ham na temporada. Klopp também mexeu, colocando Alexsander-Arnold, Konaté e Salah nas vagas de Endo, Van Djik e Szoboszlai. Um tempo depois, Connor Bradley, ala direito de 20 anos, substituiu Tsimikas.

Salah logo criou uma chance de gol, deixando Elliott na cara de Aréola aos 16 minutos. O goleiro francês saiu bem e defendeu a finalização do garoto inglês.

Gakpo marca belo gol

O jogo tomou ares de goleada após arrancada de Konaté que saiu do campo de defesa e serviu Gakpo na entrada da área. O holandês recebeu, dominou, ajeitou e bateu no cantinho, sem chances para Aréola. Um belo gol que pôs 3 a 0 no placar.

O West Ham parecia não querer jogar, tendo finalizado apenas uma vez no jogo e para fora, sem perigo. Assistindo aos seus torcedores deixarem o Anfield, David Moyes tentou colocar sangue novo sacando Kudus e Coufal para as entradas de Ward-Prowse e Kehrer.

No primeiro chute a gol, Bowen diminui

A partida já parecia decidida quando, aos 31, Ben Johnson lançou Bowen do campo de defesa, o camisa 20 dominou invadindo a área, ganhou no corpo de Quansah e bateu colocado, diminuindo o prejuízo com um golaço.

Bowen celebra seu belo gol, que acabou sendo o de honra do West Ham
Bowen celebra seu belo gol, que acabou sendo o de honra do West Ham – Foto: Icon Sport

Logo no minuto seguinte, Joe Gomez quase marcou seu primeiro gol na carreira após bela arrancada pelo lado esquerdo. O jogador saiu de trás, foi carregando, invadiu a área e bateu para defesa de Aréola em dois tempos. Klopp colocou Luis Díaz em campo no lugar de Gakpo.

Aos 35, o Liverpool quase fez o quarto. De fora da área, Darwin Núñez mandou uma bomba, Aréola defendeu, a bola bateu na trave e voltou na direção de Salah. O camisa 11 finalizou no susto e, mesmo com o goleiro reserva batido, mandou para fora.

Salah aproveita contra-ataque e faz o quarto

Desesperado, o West Ham foi com tudo para cima e David Moyes sacou o volante Álvarez para por Danny Ings, centroavante ex-Reds. Mas atirado ao ataque, os Hammers deram espaço para Salah e o egípcio não perde duas seguidas.

Em contra-ataque muito rápido, aos 36 minutos, Salah recebeu lançamento de Arnold e saiu livre, partido do meio de campo. E de frente para o gol, com a perna esquerda, ele não erra. O camisa 11 teve muita facilidade para fazer o 4 a 1.

Curtis Jones faz gol antológico e fecha goleada do Liverpool

Dois minutos depois do gol de Salah, Curtis Jones fez um gol maravilhoso. O garoto de 22 anos recebeu bola pouco acima do meio de campo e foi carregando a bola, passando por todo o time do West Ham até invadir a área, limpar outros defensores e tocar com muita qualidade, no canto de Aréola, marcando o quinto dos Reds e seu segundo no jogo.

Depois do golaço, pouca coisa aconteceu e o árbitro apontou o centro de campo aos 49 da segunda etapa, garantindo o Liverpool na semifinal da Copa da Liga Inglesa.

Foto de Maic Costa

Maic Costa

Maic Costa nasceu em Ipatinga, mas se radicou na Região dos Inconfidentes mineiros. Formado em Jornalismo na UFOP, em 2019, passou por Estado de Minas, Superesportes, Esporte News Mundo, Food Service News e Mais Minas. Atualmente, é setorista do Cruzeiro na Trivela.
Botão Voltar ao topo