Copa da Liga Inglesa

Copa da Liga Inglesa: City é finalmente eliminado, e Liverpool vence com golaço de Origi

Após quatro títulos consecutivos e 21 adversários superados, o Manchester City foi eliminado pela primeira vez em cinco anos

A última eliminação do Manchester City na Copa da Liga Inglesa completou cinco anos na última terça-feira, e a sequência incrível do time de Pep Guardiola durou apenas mais um dia. Nesta quarta, o West Ham travou as ações ofensivas do atual tetracampeão do torneio e contou com erro de Phil Foden na disputa de pênaltis para avançar, após 0 a 0 com a bola rolando. Nos outros jogos do dia, o Leicester também se classificou da marca do cal, Tottenham e Liverpool venceram, e o Brentford despachou o Stoke City.

O fim da hegemonia

Foram cinco anos sem ser eliminado, 21 adversários superados e quatro títulos consecutivos, mas a hegemonia do Manchester City na Copa da Liga Inglesa chegou ao fim. Após eliminar o Manchester United, o West Ham também despachou o outro time da cidade com a vitória por 5 a 3 na disputa de pênaltis, com 0 a 0 no tempo normal.

Ben Johnson, Aaron Cresswell, Tomas Soucek e Said Benrahma foram titulares no fim de semana contra o Tottenham e também nesta quarta-feira, com Andriy Yarmolenko liderando o ataque. Pep Guardiola teve Fernandinho como volante, com Kevin de Bruyne e Ilkay Gündogan no meio-campo. O ataque foi formado por Mahrez, Sterling e o garoto Cole Palmer. Kyle Walker, Stones, Aké e Zinchenko alinharam-se na defesa.

O primeiro tempo foi ruinzinho de dar dó, com apenas uma oportunidade para cada lado. Noble exigiu defesa de Zack Steffen com um chute forte, e a batida cruzada de Palmer parou em Areola. O goleiro francês precisou trabalhar bem depois do intervalo para barrar a cabeçada forte de Stones, e Soucek respondeu batendo da entrada da área, para fora.

O fim do jogo foi praticamente ataque contra a defesa, com o City conseguindo fazer uma boa pressão, e o West Ham resistindo com muita qualidade. Areola espalmou o chute de fora da área de Zinchenko por cima do travessão e a tentativa individual de Foden passou perto da trave esquerda do goleiro dos Hammers.

Noble abriu os trabalhos nos pênaltis com uma boa cobrança, mas Foden mandou para fora. Steffen chegou a desviar o chute de Bowen, mas o West Ham abriu 2 a 0. Cancelo, Craig Dawson e Gabriel Jesus, com direito a paradinha, converteram suas batidas. Cresswell ampliou para 4 a 2, Grealish manteve o City vivo e Benrahma fechou a conta.

.

O golaço de Divock Origi

Com contrato chegando ao fim, Divock Origi, não deve continuar por muito mais tempo no Liverpool, mas segue reforçando seu status de ídolo cult da torcida. Nesta quarta-feira, anotou um golaço de pura presença de espírito na vitória por 2 a 0 sobre o Preston North End que coloca os Reds nas quartas de final de uma copa inglesa apenas pela quarta vez sob o comando de Jürgen Klopp – e todas foram na Copa da Liga Inglesa.

Após destruir o Manchester United no fim de semana, o Liverpool entrou em campo completamente reserva, com Adrián no gol, Neco Williams, Joel Matip, Joe Gomez e Tsimikas na defesa, Oxlade-Chamberlain, Curtis Jones e Tyler Morton no meio-campo e Harvey Blair, Divock Origi e Takumi Minamino no ataque. O adversário é o 19º colocado da segunda divisão da Inglaterra.

E foi ele quem teve as melhores chances de um primeiro tempo em que o Liverpool manteve a posse de bola, mas pouco criou. Aos 25 minutos, Sean Maguire deu o passe por trás da defesa para deixar Brad Potts em liberdade. Ele ganhou de Joe Gomez e bateu cara a cara com Adrián, que fez uma grande defesa. Logo em seguida, Gomez errou na saída de bola, Maguire chegou batendo para outra linda intervenção de Adrián. Williams cortou o rebote de Ryan Ledson em cima da linha, e Potts isolou a terceira tentativa.

O Liverpool abriu o placar com uma boa jogada de linha de fundo de Williams no segundo tempo, cruzando para o desvio de Minamino. O golaço de Origi saiu aos 35 minutos. Tsimikas cruzou na trave, Williams tentou a jogada pela direita, mas a bola desviou e subiu. Em cima do goleiro, Origi emendou um calcanhar por trás do seu corpo, por cobertura, e ampliou para 2 a 0.

.

Lucas Moura marca, e Tottenham passa

Sem muita moral para se arriscar, e contra um duro adversário de Premier League, Nuno Espírito Santo manteve cinco titulares, incluindo Harry Kane, para enfrentar o Burnley, e acabou vencendo por 1 a 0 graças a um gol do reserva Lucas Moura – que havia entrado ainda no primeiro tempo na vaga de Bryan Gil.

O Burnley é um dos três times que ainda não venceram na Premier League e levou pouco perigo ao gol de Pierluigi Gollini. Kane teve as melhores chances do primeiro tempo, duas batidas para fora – bem para fora -, mas deu um lindo passe depois do intervalo para deixar Lo Celso cara a cara com o goleiro Nick Pope, que fez boa defesa.

O gol da vitória do Tottenham foi brasileiro. Após troca de passes pela direita, Emerson Royal cruzou tão bem que Lucas Moura nem precisou pular para cabecear na marca do pênalti e fazer o único gol da partida. Moura ainda exigiu uma boa defesa de Pope com uma bomba de fora da área antes de os Spurs avançarem às quartas de final da competição da qual são o atual vice-campeão.

.

Leicester e Brentford avançam

Após três vitórias seguidas, a melhor sequência de uma temporada que começou complicada, o Leicester empatou com o Brighton, um dos melhores times do início da Premier League, por 2 a 2 e avançou nos pênaltis às quartas de final da Copa da Liga Inglesa pela quarta vez nos últimos cinco anos.

Brendan Rodgers rodou seu elenco. Apenas Söyüncü foi titular no fim de semana, contra o Brentford, e nesta quarta-feira. Graham Potter manteve apenas Pascal Gross no quinto colocado da Premier League – que agora não vence há cinco jogos.

O Leicester aproveitou erros do Brighton para construir seus gols. Logo aos sete minutos, Harvey Barnes interceptou passe errado de Jason Steele na saída de bola e bateu da entrada da área para abrir o placar. Adam Webster converteu a sobra de um escanteio, na pequena área, para empatar, nos acréscimos do primeiro tempo.

Ainda antes do intervalo, um vacilo enorme de Jeremy Sarmiento. Ele dominou a bola no bico direito da grande área, cercado por jogadores do Leicester, driblou para trás e tentou o recuo para Steele. Lookman interceptou e marcou o segundo do Leicester. Na etapa final, Mwepu cabeceou o cruzamento de Cucurella no ângulo para levar o jogo aos pênaltis.

O Leicester converteu todas as suas cobranças, com James Maddison, Harvey Barnes, Patson Daka e Ricardo Pereira, mas o Brighton mandou no travessão, com Neal Maupay, e Danny Ward defendeu a batida de Mwepu.

.

 

Ainda nesta quarta-feira, o Brentford deu sequência a outra grande campanha na Copa da Liga Inglesa. Semifinalista da última edição, derrotou o Stoke City por 2 a 1 para avançar às quartas de final. Sergi Canós abriu o placar com um chute rasteiro da entrada da área, e Toney ampliou para 2 a 0 ainda no primeiro tempo. Com um bonito chute de média distância, Sawyers descontou para o nono colocado da Championship.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo