Inglaterra

Contra Blackpool, Arsenal espera por tropeço do United

O Arsenal chegou a estar bem próximo da primeira posição do Campeonato Inglês. Sonhou com a conquista, enfim, de um título, nesta temporada, ao chegar à final da Copa da Liga inglesa. Até conseguiu ir às oitavas de final da Liga dos Campeões. Mas todas essas esperanças fraquejaram. Agora, o que resta ao time de Londres é tentar vencer o Blackpool, neste domingo, pela 32ª rodada da Premier League, para continuar a perseguição distante em relação ao líder Manchester United.

E o técnico Arsène Wenger ainda procura explicações para as fracas atuações dos Gunners nas últimas partidas – culminando com o empate sem gols contra o Blackburn, em pleno Emirates, na última rodada. “É difícil explicar. Não tivemos ritmo em nosso jogo, foi uma performance preguiçosa, com falta de energia e força. Foi uma grande preocupação ver o que vimos. Temos de pensar juntos sobre nossa performance, e voltar com algo melhor do que isso”, reconheceu o francês, em entrevista ao canal de TV do clube.

Para o jogo, Wenger confirmou um importante reforço. “Cesc está em forma para começar atuando”, revelou o francês, confirmando que Fàbregas estará entre os titulares. Por outro lado, Bacary Sagna é dúvida (“Ele tem um problema no joelho, e passa por exames”), e Alexandre Song está certo como desfalque (“Ele definitivamente não jogará, mas deverá estar disponível para a próxima semana.”). Finalmente, apesar dos pesares, o técnico pediu confiança em seus comandados: “É importante que saibamos que esse time é absolutamente ótimo, pelo que faz com a média de idade que tem. Um dia, as pessoas entenderão isso, mas, no momento, não acho que o farão. É um momento crucial, no qual temos de confiar nestes jogadores, e não ouvir as opiniões de gente que sequer trabalhou meio dia no futebol.”

Atuando em casa e precisando da vitória para manter-se fora da zona de rebaixamento, o Blackpool pediu o apoio da torcida. Foi o que fez, pelo menos, o técnico Ian Holloway: “O apoio que temos fora de casa se converter dentro será a chave. Não acho que haverá problemas no domingo. O que quer que aconteça, nossos torcedores estarão junto de nós, e se conseguirmos alguns bons resultados, eles ficarão felizes.” Holloway ainda elogiou amplamente Wenger: “Ele comprou jogadores de lugar nenhum, e os transformou em grandes atletas. Acho que todo treinador aspira a isso, e eu não sonho em me comparar a ele.”

Voltando à equipe, após cumprir suspensão de três jogos por empurrar Richard Stearman, do Wolverhampton, o atacante DJ Campbell será titular. E se aliviou. “As últimas seis semanas têm sido o inferno para mim, sendo honesto. Quando não estou jogando futebol, não é algo bom. Eu preciso jogar”, analisou o jogador, cuja volta foi comentada por Ian Holloway: “Teremos DJ do nosso lado desta vez, e espero que voltemos a fazer aquilo em que somos melhores. Chegando pelas diagonais, e com sua movimentação dentro da área, podemos conseguir gols.”

Ainda lembrando da importante vitória sobre o Chelsea, pelas quartas de final da Liga dos Campeões, o Manchester United tentará defender a liderança tranquila, sete pontos à frente do Arsenal, enfrentando o Fulham. E o meio-campista Park Ji-Sung, que foi titular contra o Chelsea, manteve a importância dos jogos. “Todas as partidas são grandes, agora. Faz uma grande diferença saber que temos de vencer este jogo para nos ajudar na disputa do título. Isso motiva todos. Ganhar a liga é importante. Então, estamos focados em tentar vencer todos os nossos jogos de agora em diante”, opinou Park.

Nos Cottagers, o meio-campista Steve Sidwell prometeu que a marcação sobre o forte adversário será reforçada. “Temos de nos certificar que não perderemos a atenção por nem um segundo. Eles têm marcado gols no fim das partidas, como fizeram contra o West Ham, há vários anos. Fizeram isso até numa final de Liga dos Campeões. Mas, por tudo isso, será uma boa hora para enfrentarmos eles”, prometeu Sidwell, meio-campista reserva.

Outro jogo promissor da rodada será disputado entre Liverpool e Manchester City, fechando a rodada, na segunda-feira. Os Reds terão de jogar sem o meio-campista e o capitão Steven Gerrard, que não atuará mais na temporada. Já os Citizens jogarão sob a pressão da partida na próxima semana, pelas semifinais da Copa da Inglaterra, contra o arquirrival United. “É difícil esquecer o jogo do United. Mas esta partida da liga tem de ser nosso primeiro foco. É importante que aprendamos com a derrota para o Tottenham, no ano passado.”

Finalmente, o Chelsea, em terceiro lugar, enfrenta o Wigan.

Confira os jogos da 32ª rodada do Campeonato Inglês

Sábado, 9/abril
Wolverhampton x Everton
Tottenham x Stoke
Sunderland x West Bromwich
Manchester United x Fulham
Blackburn x Birmingham
Bolton x West Ham
Chelsea x Wigan

Domingo, 10/abril
Blackpool x Arsenal
Aston Villa x Newcastle

Segunda, 11/abril
Liverpool x Manchester City

Confira os próximos jogos e a classificação do Campeonato Inglês

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo