Inglaterra

Bony chega por uma fortuna, mas é boa aposta para o City não ficar à mercê das lesões

Quando Wilfried Bony chegou ao Swansea, era uma interrogação. O centroavante vinha de uma temporada extraordinária pelo Vitesse, na qual marcou 31 gols em 30 partidas. Mas brilhar no Holandesão, amigos, até Afonso Alves. Ainda assim, os galeses preferiram pagar a aposta e contratar o marfinense. Seus números não seguiram tão extraordinários. Mesmo assim, o novato se mostrou um jogador completo da Premier League. Forte, ágil, com faro de gol e ótimo senso de posicionamento. Em um ano e meio, anotou 34 tentos em 70 jogos. Vai ao Manchester City por uma fortuna, mas também uma certeza.

Talvez Bony não valha os € 38 milhões pagos por sua transferência. Era uma ocasião de mercado: o City tinha muito dinheiro e precisava de um atacante a mais entre as lesões que enfrenta na temporada e as oscilações de nível técnico. O Swansea, por sua vez, tinha um bom nome, mas não a necessidade de entregar de mão beijada. O valor alto cobre a lei da oferta e da procura. Sobretudo, porque Bony tem boas chances de vingar no Estádio Etihad.

Seu estilo de jogo é um pouco diferente do que Manuel Pellegrini tem à disposição atualmente. Possui mais potência física do que qualquer outro concorrente, embora não tenha a presença de área de Dzeko ou o talento de Agüero. Por isso mesmo, parece uma boa opção para os Citizens não desperdiçarem tantos pontos quanto no primeiro semestre da temporada, em busca do bicampeonato da Premier League. Bony não chega necessariamente com a pecha de titular, por mais que as suas virtudes permitam cavar um espaço rapidamente.

Em 20 partidas nesta Premier League, o centroavante anotou nove gols. Principal referência que se estabilizou no meio da tabela do campeonato, o marfinense é o quinto na artilharia, e também aparece no Top 10 entre os que mais finalizam. Além disso, também ajuda bastante a abrir espaços para quem chega de trás – e, neste ponto, o entrosamento de seleção com Yaya Touré poderá ajudar ainda mais.

Aos 26 anos, Bony ainda possui lenha para queimar por mais algum tempo. Pode não dar tão certo no Estádio Etihad quanto em Swansea, embora tenha capacidade para tanto. E já não se pode mais dizer que o City não tentou resolver seus problemas. Após um primeiro turno em que ficou tão à mercê dos problemas físicos de seus atacantes, o time salvou muitos pontos graças à fase de Agüero independente de suas condições. Com um centroavante tão explosivo, agora, não tem mais desculpas para desperdiçar tantos resultados. Por mais que depois o dinheiro gasto possa fazer ainda mais efeito no Fair Play Financeiro.

Wilfried Bony com a camisa do Manchester City (Foto: divulgação)
Wilfried Bony com a camisa do Manchester City no anúncio da sua contratação (Foto: divulgação)
Wilfried Bony com a camisa do Manchester City (Foto: divulgação)
Wilfried Bony com a camisa do Manchester City (Foto: divulgação)
Wilfried Bony posou para fotos pelo novo clube, Manchester City (Foto: divulgação)
Wilfried Bony posou para fotos pelo novo clube, Manchester City (Foto: divulgação)

Abaixo, um vídeo de despedida feito pelo Swansea, com os 34 gols de Bony pelo clube:

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo