InglaterraPremier League

Benteke não foi inteligente ao reclamar da reserva e de Klopp no Liverpool com atuações tão ruins

Nenhum jogador gosta de ficar na reserva e isso é um ponto pacífico quando falamos de futebol. Ficar no banco assistindo aos jogos nunca é o que um jogador espera, ainda mais quando é alguém que custou muitos milhões e chegou cercado de expectativas. Christian Benteke é um jogador que fez muitos gols na Premier League em seus anos atuando pelo Aston Villa e o Liverpool identificou nele uma possível solução para o ataque, desmantelado desde a saída de Luis Suárez. O problema é que Benteke não correspondeu. E ele resolveu reclamar da reserva e do técnico do time Jürgen Klopp.

LEIA TAMBÉM: Liverpool precisava de um atacante, mas não ao ponto de pagar € 46 milhões por Benteke

“Eu estava obviamente feliz (com a transferência para o Liverpool), eu vim para um grande clube. E eu pensei que eu finalmente encontraria estabilidade, me estabelecer com uma duração em um grande clube. Eu sabia que seriam meses difíceis, mas a longo prazo, funcionaria. No começo da temporada quando eu não conseguia marcar gols o suficiente, eu mostrei às pessoas que eu poderia jogar, combinar, eu estava confiante para o futuro”, disse o jogador

“Eu sou o primeiro a dizer que eu não mostrei o suficiente o meu valor para um clube como o Liverpool, mas, por outro lado, quando eu cheguei sob o comando de Brendan Rodgers, eu sabia que teria a oportunidade de mostrar as minhas qualidades, que eu valia aquele dinheiro, eu merecia vestir a camisa do Liverpool. Mas agora…”, confessou. “Eu sabia que o novo técnico poderia ter uma opinião diferente sobre mim. E foi o que aconteceu. Eu joguei duas partidas inteiras em sequência desde que Klopp chegou. Eu joguei contra o Leicester, eu fiz o gol, eu segui no time e fiz gol contra o Sunderland, e então nós perdemos para o West Ham e desde então eu fui descartado”, afirmou o belga.

“Até o meu pai estava irritado no começo pela minha condição de reserva e me disse que não posso fazer nada. Eu falei com Eden [Hazard] e com Marouane [Fellaini] e eles me deram a mesma resposta: quando o técnico não conta com você, não há nada que você possa fazer para mudar”, continuou. “O que é irritante é que eu me preparei para me transferir para o Liverpool. Eu nunca teria assinado se eu não fosse a prioridade do técnico”, reclamou o camisa 9. “Apesar da situação que estou, eu sou vice-artilheiro do time atrás de Firmino, com oito gols. Isso não é tão ruim, embora eu esperasse marcar mais gols. Os críticos também relacionaram o fato de eu ser novo aqui, e não sou considerado do mesmo jeito que alguém que está no clube há muitos anos”, analisou o jogador.

Até aqui na temporada, Benteke tem 35 jogos e oito gols, como ele mesmo citou. Na verdade, ele não é o vice-artilheiro do time, porque tanto Firmino quanto Coutinho têm nove gols, mais do que os oito do centroavante belga. O problema é que isso acontece porque o time marca poucos gols. Algo que se esperava que ele ajudasse a mudar. E mesmo assim, Coutinho jogou menos minutos que o centroavante e marcou o mesmo número de gols, sendo que os gols não são o mais esperado que o camisa 10 faça. No caso de Benteke, sim.

Um jogador que chegou por € 46,5 milhões e não consegue ter boas atuações é realmente preocupante. Porque por mais que os gols não sejam tudo para analisar a atuação de um jogador, o desempenho do belga em campo tem decepcionado. Gols perdidos, domínio de bola ruim, pouca contribuição com o time. Benteke não é um mau jogador, mas suas atuações não justificam mais confiança do treinador. E, com as declarações que ele deu, a situação dele fica ainda mais difícil.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo