InglaterraPremier League

Barry comemorou 600 jogos na Premier League com um gol e como pilar do Everton de Koeman

O Everton de Ronald Koeman começou a temporada de forma magnífica. Depois de um ano decepcionante sob o comando de Roberto Martínez, o time conquistou a sua quarta vitória em cinco jogos neste sábado, contra o Middlesbrough. E desta vez foi de virada. Mais do que isso: com gol justamente dele na vitória por 3 a 1.

LEIA TAMBÉM: Sem Agüero, sem problemas: De Bruyne é o craque do Manchester City de Guardiola

Gareth Barry é um jogador discreto em campo. Volante que joga duro, é canhoto e também sabe chegar ao ataque. Aos 35 anos, é cria do Aston Villa, onde se profissionalizou em 1998. Ficou lá por 11 anos, até se transferir para o Manchester City. Ficou lá mais seis anos, até que foi para o Everton em 2013 e está lá desde então. Neste sábado, completou 600 jogos de Premier League na carreira, uma marca incrível, que só dois jogadores alcançaram antes: Ryan Giggs (632) e Frank Lampard (609).

O Middlesbrough saiu na frente com um gol polêmico. Depois de cruzamento para a área, a bola parecia tranquila para o goleiro Stekelenburg, mas Álvaro Negredo dividiu com o holandês, tocou nos seus braços e a bola foi para dentro. Um lance que poderia tranquilamente ter sido marcada uma falta, mas o árbitro ignorou e validou o gol. Mesmo fora de casa, o Boro saía em vantagem aos 21 minutos.

A vantagem só durou três rápidos minutos. Depois de cobrança de escanteio, O goleiro Victor Valdés se atrapalhou e a bola sobrou na direita, onde estava Barry. O volante, centro das atenções, foi rápido na reação e chutou bem para empatar o jogo.  Ele chegou a ficar 103 jogos sem fazer gols, mas este já é o segundo dele em quatro partidas do Everton.

Gareth Barry comemorou 600 jogos na Premier League. Na foto a camisa 18 que veste no Everton
Gareth Barry comemorou 600 jogos na Premier League. Na foto a camisa 18 que veste no Everton

A partir de então, o Everton dominou completamente as ações e aproveitou o momento. Seamus Coleman fez uma linda jogada individual e marcou um golaço. O primeiro tempo ainda terminou com um gol estranho. Bolasie cruzou da direita, Lukaku se jogou na bola, que entrou. O atacante belga saiu comemorando dizendo que tocou na bola, mas o replay, mostrado em vários ângulos, não mostra a bola mudando de trajetória. Não parece ter tocado. Seja como for, o placar foi para 3 a 1.

O primeiro tempo foi tão bom que o Everton voltou para o segundo só para gastar o tempo. O problema é que o Middlesbrough não se mostrou forte o bastante para incomodar. Acabou sem ameaçar e o placar se manteve.

Já no final do jogo, o técnico Ronald Koeman ainda fez uma homenagem a Barry. O substituiu, já quase nos acréscimos, para que ele fosse aplaudido. Deixou o gramado, na sua 600ª partida, como um dos destaques do time em Goodison Park. Mais do que isso: como destaque de um time que é o atual vice-líder da Premier League.

Barry é um dos pilares do time do técnico holandês. Formou um meio-campo forte com Idrissa Gueye, contratado nesta temporada junto ao rebaixado Aston Villa e vai fazendo um ótimo campeonato. Barry não é nenhum craque, mas vem sendo importante em um time de camisa, como o Everton. Já o foi também no Aston Villa e no Manchester City. É para respeitar. E ficar de olho.

         

         

         

         

Chamada Trivela FC 640X63

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo