Inglaterra

Após fechar venda, Broughton critica donos do Liverpool

O presidente do Liverpool, Martin Broughton, revelou nesta quarta-feira os valores acertados para a venda do clube ao grupo norte-americano New England Sports Ventures e criticou os atuais donos dos Reds, Tom Hicks e George Gillett, por tentarem impedir judicialmente a negociação.

Broughton revelou à Sky Sports News que a NESV pagará 300 milhões de libras, e boa parte deste valor será destinado a zerar a dívida do clube, atualmente estimada em 237 milhões de libras. De acordo com a imprensa britânica, Hicks e Gillett, que compraram o Liverpool em 2007, esperavam um valor bem superior.

A decisão de colocar o Liverpool à venda foi tomada em abril, com a escolha de Broughton como cabeça de uma diretoria com cinco membros, composta pelos dois proprietários, pelo diretor administrativo Christian Purslow e o diretor comercial Ian Ayre.

No início da semana, foram submetidas ao Liverpool duas ofertas: uma da NESV, dona do popular time de beisebol Boston Red Sox, e outra vinda da Ásia. Segundo a mídia local, Hicks e Gillett tentaram destituir Purslow e Ayre e substitui-los por Mack Hicks e Lori Kay McCutcheon.

Broughton afirma que a tentativa rompia um acordo firmado: “Parte dos termos para eu assumir o cargo foi uma declaração por escrito de que apenas eu poderia mudar a diretoria. Eles também declararam por escrito que não interfeririam para frustrar qualquer venda razoável”.

“Era a última chance de eles saírem do Liverpool com as cabeças erguidas. É uma pena que eles tenham optado por este caminho”, lamentou o dirigente.

A urgência da venda do Liverpool se fazia por causa do prazo estabelecido até 15 de outubro para que o clube quitasse ou refinanciasse sua dívida com o Royal Bank of Scotland. A falta de um acerto poderia fazer com que o clube fosse tomado pelos credores e até mesmo colocado em concordata.

Broughton citou o sucesso do Red Sox depois que a NESV assumiu o controle, em 2004. Em 2007, o time conquistou a World Series pela primeira vez desde 1918.

“Eles querem ser julgados pelo que fazem e não pelo que dizem, e querem demonstrar o que pretendem fazer pelo que já fizeram”, argumentou Broughton. “É uma mentalidade vencedora. Eles investiram alto em jogadores por lá, e se comprometeram a fazer o investimento necessário em jogadores no Liverpool”.

Os Reds, que não conquistam o título inglês desde 1990, tiveram o pior início de temporada do clube em mais de meio século e estão na zona de rebaixamento da Premier League após sete rodadas.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo