Inglaterra

Acusado de agressão, Gerrard afirma que foi apenas auto-defesa

O capitão do Liverpool, Steve Gerrard, acusado de agredir um homem em uma briga de bar, declarou em tribunal nesta quinta-feira que apenas o atacou em auto-defesa, e que não perdeu o controle.

O inglês de 29 anos respondeu às acusações do empresário Marcus McGee, 34 anos, que afirmou ter sido atingido diversas vezes pelo meia, por ter se recusado a deixá-lo mexer nos CDs da boate. Gerrard comemorava a vitória do Liverpool por 5 a 1 sobre o Newcastle, no final de dezembro de 2008.

De acordo com as informações do tribunal, o jogador estaria alcoolizada em nível “sete”, em uma escala de zero a dez. “Claro que eu sabia que havia bebido. Mas eu tinha total controle sobre meus atos e sobre o que acontecia a minha volta”, disse ele.

“Algumas vezes, torcedores chegam pra mim, seja do Liverpool, Everton, ou Manchester United, e os comentários que fazem podem ser ofensivos. Eu tento lidar com isso da melhor maneira”, justificou-se.

Na noite da briga, Gerrard afirmou que tinha recebido autorização do dono do bar para escolher a música, mas McGee teria arrancado o CD de sua mão, antes de xingá-lo.

Ao ser questionado pelo juiz a razão de tê-lo agredido, o meia respondeu: “para defender-me”. O caso continuará sendo julgado.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo