Inglaterra

Academia Uruguaia de Letras diz que punição a Cavani é “falta de conhecimento cultural e linguístico”

A Academia Uruguaia de Letras criticou a punição de três partidas de suspensão dada a Edinson Cavani, atacante do Manchester United, por uso de uma palavra racista. A entidade chamou a punição dada por alegado racismo de um exemplo da “falta de conhecimento cultural e linguístico do futebol inglês”.

LEIA MAIS: Cavani é suspenso por três jogos por comentário racista no Instagram

O atacante usou a palavra “negrito” em um post que comemorava a vitória do Manchester United sobre o Southampton, no dia 29 de novembro. Ele respondeu a um amigo, em agradecimento pelo elogio – o atacante foi decisivo na virada do time. Depois de ser alertado sobre o suposto uso racista da palavra, ele apagou a mensagem e se desculpou.

Na quinta-feira, a Football Association (FA) disse que o comentário foi “inapropriado e trouxe descrédito ao jogo”. Também puniu o jogador com uma multa de £100 mil e determinou que ele faça uma “educação cara a cara” como parte da sua punição. Tanto Cavani quanto o Manchester United decidiram não contestar a medida e recorrer da decisão, embora tenham publicado comunicado discordando. Cavani ainda voltou a pedir desculpas, por dizer que não sabia que a expressão poderia ser lida como racista na Inglaterra.

A Academia Uruguaia de Letras divulgou que “energicamente rejeitava a sanção” e divulgou um comunicado forte contestando o que a federação inglesa determinou. “A Associação de Futebol Inglesa cometeu uma séria injustiça com o esportista uruguaio… E mostrou sua ignorância e erro ao se pronunciar sobre o uso da língua, e em particular do espanhol, sem se dar conta de todas as suas complexidades e contextos”, diz a nota da entidade do país sul-americano. “No contexto que foi escrita, o único valor que pode ser atribuído a negrito – e particularmente pelo uso do diminutivo – é de carinho”.

Ainda segundo a Academia Uruguaia de Letras, palavras se referindo à cor da pele, peso e outras características físicas são frequentemente usadas entre amigos e em relações na América Latina, especialmente no diminutivo. Nesse contexto, portanto, a expressão teria manifestado carinho, independente da aparência do interlocutor.

O Manchester United se manifestou dizendo que não contestaria a medida em respeito à FA e à luta contra o racismo no futebol. “Meu coração está em paz porque eu sei que eu sempre me expressei com carinho de acordo com a minha cultura e o meu modo de vida”, escreveu Cavani no Instagram, se manifestando sobre o assunto.

Cavani ficou fora do duelo com o Aston Villa, disputado nesta sexta-feira, e também ficará fora dos jogos contra o Manchester City no dia 6, pela semifinal da Copa da Liga, e contra o Watford no dia 9, pela Copa da Inglaterra.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo