InglaterraItália

A troca da Roma de Lamela por Ljajic também é uma aposta

A Roma fez um bom negócio ao vender Lamela e usar apenas um terço dessa grana para repor a perda com Ljajic. Aceitando a proposta do Tottenham de cerca de €30 milhões e trazendo o sérvio da Fiorentina por apenas 11, o clube da capital italiana ainda terá uma verba considerável nos cofres.

Tecnicamente falando, a Roma continua quase na mesma. Contará com alguém técnico no ataque que ainda não se sabe como será escalado. Ao menos na estreia contra o Livorno, Rudi Garcia escalou um trio ofensivo com Florenzi (que foi muito bem na partida) pela direita, Totti pela esquerda e Borriello pelo meio. Ljajic chega para cumprir o mesmo papel tático de Lamela.

Ljajic custou bem mais barato do que Lamela e isso é uma boa notícia para o romanista que espera bons tempos para o seu clube. Com a verba que ainda resta da venda do argentino, isto é, quase 20 milhões, o time deve optar por reinvestir esse dinheiro em novos atletas, o que parece mais apropriado para o momento de renovação.

De acordo com o próprio site da Roma, que emitiu um comunicado esclarecendo os valores das duas negociações (algo que não vemos todo dia por aí), Lamela tem em sua venda uma verba de 5 milhões de bônus por desempenho. A cláusula é a mesma que Ljajic tem em seu contrato, onde a Roma terá de desembolsar mais 4 milhões além dos 11 previstos neste caso.

Lamela esteve muito bem nesses dois anos e deve adicionar bastante ao Tottenham no futuro. Ljajic pode ser colocado no mesmo nível, apesar de ser conhecido por criar problemas de elenco. Temperamental, o ex-Fiorentina também será o substituto de Osvaldo na categoria “encrenqueiro” do elenco romanista.

A comparação entre os dois não revela grandes diferenças, já que ambos são promissores e podem evoluir bastante nas próximas temporadas. Rudi Garcia, no entanto, precisa se preocupar em controlar o ego do sérvio, que já mostrou nos tempos de Fiorentina que pode ser bem difícil de lidar.

Esperamos que o treinador não chegue ao ponto de dar um safanão no atleta, como Delio Rossi fez em 2011, depois de discutir com Ljajic no banco de reservas. Essa maturidade por parte de Lamela em não se envolver nesse tipo de briga talvez seja a maior vantagem que o argentino leva sobre seu substituto. No mais, a juventude do elenco pode sim jogar a favor de Garcia nessa nova fase da Roma.

Mostrar mais

Felipe Portes

Felipe Portes é zagueiro ocasional, cruyffista irremediável e desenhista em Instagram.com/draw.portes

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo