InglaterraPremier League

Fórmula do técnico do Newcastle para fugir do rebaixamento é tirar a internet do elenco

O Newcastle tem uma semana de muita pressão pela frente. A uma rodada do fim do Campeonato Inglês, ainda pode ser rebaixado se não vencer o West Ham em casa e o Hull City ganhar do Manchester United, provavelmente sem pretensão nenhuma no campeonato (se o Arsenal ganhar o seu jogo a menos contra o Sunderland, garante o terceiro lugar). Difícil, mas é melhor não arriscar, certo? Por isso, o técnico John Carver tem uma fórmula imbatível: impedir os seus jogadores de entrarem na internet.

LEIA MAIS: Ódio é tanto que um padre escreveu oração pedindo a Deus um novo dono para o Newcastle

A ideia é impedir que os jogadores se distraíam e sejam afetados pelas críticas da imprensa durante os próximos dias, o que certamente deve funcionar e tornar Carver ainda mais popular dentro do elenco. “O que temos que fazer é administrar a situação”, disse. “Eu vou conversar com eles e tentar mantê-los longe da imprensa, da televisão, dos jornais e da internet”. Sim: ele também pretende proibir televisão e jornais.

Carver virou técnico interino do Newcastle no começo do ano, depois da saída de Alan Pardew para o Crystal Palace, e tem uma excelente campanha de duas vitórias em 19 partidas. Perdeu nove dos últimos dez jogos. E semana passada falou que é o melhor técnico da Premier League. “É isso que eu acho. Não tem nada errado com isso. Se eu tivesse as ferramentas certas, poderia fazer um bom trabalho. Estou fazendo o melhor trabalho que posso no momento”, afirmou.

Criticar o próprio elenco é outra tática muito interessante que Carver colocou em prática, e vamos ver o resultado disso, após uma semana em que 30 jogadores terão se virar com o pôr do sol e jogos de cartas, no próximo final de semana, contra o West Ham.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo