O atacante Zlatan Ibrahimovic não é um jogador com muitos filtros, mas parece que definitivamente chutou o balde em entrevista à Gazzetta dello Sport. O atacante falou sobre o provável futuro técnico e diretor de futebol do Milan, Ralf Rangnick e perguntou quem é ele, porque não conhece, e foi além: disse que o clube não pertence à Liga Europa, e nem ele é jogador dessa competição. Com contrato só até o fim da temporada, a sua permanência já parecia difícil e agora soa ainda mais improvável.

A entrevista foi dada à revista Sportweek, que sai neste sábado. O trecho revelado mostra um conflito do sueco com o atual executivo-chefe do Milan, Ivan Gazidis. Segundo a própria Gazzetta, o clube já decidiu fechar com Ralf Rangnick para ser o próximo treinador do clube, substituindo Stefano Pioli na próxima temporada e, mais do que isso, acumulando poder: será técnico e também diretor de futebol.

Ibra, porém, não parece impressionado. Quando foi perguntado sobre o alemão, a resposta dele foi crítica. “Quem é Rangnick? Eu nem sei quem ele é”, afirmou o sueco. O jogador foi perguntado sobre o seu futuro. “Ibra joga para ganhar alguma coisa ou fica em casa”, afirmou.

“Eles me disseram que se aposentar nos Estados Unidos era muito fácil, então eu voltei para o Milan. Eu estou aqui puramente por paixão, porque eu estou basicamente jogando de graça… Então veio esta situação da COVID-19 e parou tudo e pensei que talvez seja algo me dizendo que eu deveria me aposentar…”, disse Ibrahimovic.

“Felizmente, nós voltamos a campo. Minha panturrilha se envolveu também, mas depois de dois dias eu estava pronto para voltar ao time. Ibra é assim. Mas eles me disseram para ir devagar”, contou o jogador, que perdeu o primeiro jogo da volta do Milan depois da paralisação por lesão.

Perguntado sobre aposentadoria, Ibrahimovic deixou a possibilidade no ar. Aos 38 anos, e com contrato só até o fim desta temporada 2019/20, o jogador parece cada vez mais propenso a pendurar as chuteiras. “Ibra nasceu para jogar futebol e ainda é o melhor jogando futebol. Nós veremos como me sinto em dois meses. Nós iremos ver também o que está acontecendo com o clube. Se esta é a situação, para ser honesto, é improvável que vocês me vejam no Milan na próxima temporada”, disse o sueco.

O Milan briga por uma vaga de Liga Europa e esse é o máximo que o time conseguirá nesta temporada. “Ibra não é um jogador para a Liga Europa, e o Milan não é um clube que pertença à Liga Europa”, disse o jogador. Ele foi campeão da Liga Europa na temporada 2016/17, pelo Manchester United e o comando de José Mourinho.

O jogador também foi perguntado sobre uma discussão com Ivan Gazidis em um treinamento do Milan, antes da semifinal da Copa da Itália. “Eu falei por mim e pelo time. Eu precisava de algumas explicações no futuro, tanto meu quanto do Milan. Eu disse que este não é o Grande Milan que eu já vivi, isso é verdade, mas nós temos que fazer o melhor que podemos mesmo nessa situação. Todo o caminho até o fim”, afirmou Ibra.

“Ibra está aqui, Ibra cuida disso. Eu tenho que estar aqui ou vocês irão perder torcedores. Eu não sei se haverá outro clube depois do Milan, eu nunca gosto de fechar as portas para as oportunidades. Eu irei apenas ir a algum lugar que eu tenha algum controle, não onde as palavras não valem nada. Eu ainda tenho muita paixão pelo que eu faço”, explicou.

Ibrahimovic se tornou acionista do Hammarby, clube do seu país, a Suécia, e que gerou muita insatisfação os torcedores do Malmö, seu clube de formação e onde fica sua estátua. Tanto que vandalizaram o monumento. Passada a polêmica, ele mesmo comentou sobre isso e também foi treinar com o Hammarby quando estava na Suécia, antes do retorno da Serie A com o Milan, na Itália.

Ao que tudo indica, não veremos Ibrahimovic no Milan na próxima temporada. E ele mesmo não parece muito preocupado com isso.