Holanda

Olho no futuro do Uruguai: titular pela primeira vez no PSV, Pereiro arrebenta contra o Ajax

O PSV não teve muito a comemorar no meio da semana, perdendo sua invencibilidade na Liga dos Campeões para o CSKA Moscou. Entretanto, a recuperação dos alvirrubros veio poucos dias depois. E da melhor maneira possível, vencendo o clássico contra o Ajax, o costumeiro rival pelo título do Campeonato Holandês. Dentro da Amsterdam Arena, o clube de Eindhoven arrancou uma vitória fundamental, que o deixa a dois pontos dos Godenzonen, líderes apesar do tropeço. E o destaque da partida é um nome para se guardar: Gastón Pereiro, meia-atacante uruguaio de 20 anos, que anotou os dois gols do time no triunfo por 2 a 1.

Para quem acompanha mais de perto o futebol do país vizinho, Pereiro já é um velho conhecido. Desde o ano passado, o garoto tinha se tornado nome frequente entre os titulares do Nacional. Marcou 11 gols nas últimas duas temporadas do Campeonato Uruguaio, sendo importante nome na conquista do título nacional em 2014/15. Além disso, também participou da Libertadores com o Bolso, mas o tento que fez não foi suficiente para a classificação à fase de grupos. Torcedor fanático dos tricolores, chegou a tatuar no antebraço o rosto do companheiro e ídolo Álvaro Recoba em novembro, depois do gol de falta que definiu o clássico contra o Peñarol aos 50 do segundo tempo.

O sucesso no Nacional alçou Pereiro rapidamente às seleções uruguaias de base. O meia terminou o Sul-Americano Sub-20 como vice-artilheiro da competição, liderando a boa campanha da Celeste. Já no Mundial da categoria, o Uruguai parou nas oitavas de final, perdendo nos pênaltis para o Brasil. Mas Pereiro conseguiu se destacar, marcando o gol da vitória na estreia contra a Sérvia, futura campeã. O suficiente para o PSV apostar no garoto, desembolsando € 7 milhões por sua transferência.

Dono de ótimo porte físico, Pereiro também se destaca pela qualidade técnica. Sabe muito bem como bater na bola e tem ótima condução. Virtudes que ficaram evidentes na vitória sobre o Ajax. Atuando aberto na ponta direita, no 4-3-3 de Philip Cocu, o camisa 7 abriu o placar aos sete minutos, em boa tabela com os companheiros. Amin Younes deixou tudo igual logo depois, mas Pereiro buscou a virada aos 34 do segundo tempo. Lançado em velocidade, deu um belo corte no marcador antes de chutar no cantinho, longe do alcance de Cillessen. Bela maneira de marcar seus dois primeiros gols pelo novo clube.

Vale destacar, no entanto, que esta foi apenas a primeira partida de Pereiro como titular no PSV. Mostrou da melhor maneira que veio para ficar. Quem sabe, para seguir os passos de seu compatriota de maior sucesso na atualidade. Luis Suárez também surgiu no Nacional, antes de estourar na Holanda, por Groningen e Ajax. As características, obviamente, são diferentes. Mas o camisa 7 já demonstra qualidades para fazer sucesso pela Europa, como o Pistoleiro. Logo, já deve acompanhar o craque do Barcelona na Celeste principal.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo