Holanda

Guia do Campeonato Holandês 2013/14 – Parte III

Só faltava o Campeonato Holandês retornar para o futebol estar novamente em movimento dentro da Holanda. Afinal de contas, os clubes já estão em ação nas competições europeias: o Vitesse obteve bom empate contra o Petrolul Ploiesti, da Romênia, pela terceira fase preliminar da Liga Europa (1 a 1), e o PSV deu importante passo para avançar aos play-offs da Liga dos Campeões, exibindo uma atuação rápida e motivada para superar o Zulte Waregem, da Bélgica, por 2 a 0.

Internamente, o Ajax precisou virar um difícil jogo contra o AZ, na prorrogação, para fazer 3 a 2 e ganhar a Supercopa da Holanda. Isso, sem contar o que ocorre fora de campo, com mais transferências. Para ficar apenas em duas: a saída de Boerrigter, do Ajax, para o Celtic (definida rapidamente: no sábado passado, o clube escocês apresentou interesse, e já no domingo garantiu a contratação), e o lateral direito canadense Hutchinson encontrando guarida no Besiktas, após ser dispensado pelo PSV.

Mas ainda faltava o início do Campeonato Holandês. Não faltará mais a partir das 15h desta sexta, quando Ajax e Roda JC darão o pontapé inicial, literalmente, na temporada 2013/14 da Eredivisie. Nada mais natural que terminarmos o guia do torneio neste dia apropriado.

Legenda
Jogador (posição, país, clube)
Transferência definitiva
[transferência definitiva após empréstimo]
Empréstimo
[retorno de empréstimo]

RKC Waalwijk

Nome do clube: Rooms Katholieke Combinatie Waalwijk
Estádio: Mandemakers (7.500 pagantes), em Waalwijk
Site oficial: www.rkcwaalwijk.com
Principal jogador: Dennis Rommedahl (atacante)
Quem chegou: Jan Seda (G, TCH, Mlada Boleslav-TCH), Rémy Amieux (D, FRA, NEC), Mitch Apau (D, HOL, sem clube – estava no SC Veendam, que faliu), Jonas Ivens (M, BEL, Groningen), Damiano Schet (A, HOL, Rijnburgse Boys), Aurélien Joachim (A, LUX, Willem-II), Romeo Castelen (A, HOL, Volga Nizhny Novgorod-RUS), Dennis Rommedahl (A, DIN, Brondby-DIN) e Jean-David Beauguel (A, FRA, Espérance Tunis-TUN)
Quem saiu: [Jeroen Zoet (G, HOL, PSV)], Cuco Martina (D, HOL, Twente), Ard van Peppen (D, HOL, Roda JC), Guy Ramos (D, CBV, Roda JC), Sigourney Bandjar (D, HOL, fim de contrato), Henrico Drost (D, HOL, NAC Breda), Jeff Stans (D, HOL, Excelsior Rotterdam), Nourdin Boukhari (M, HOL, fim de contrato), Mark Janssen (A, HOL, Helmond Sport), Furghill Zeldenrust (A, HOL, Den Bosch), [Florian Jozefzoon (A, HOL, PSV)] e Teddy Chevalier (A, BEL, Kortrijk-BEL)
Técnico: Erwin Koeman
Colocação em 2012/13: 14º
Objetivo da temporada: Escapar do rebaixamento

Zoet, goleiro de destaque nas últimas duas temporadas, foi chamado de volta pelo PSV – onde até já estreou, enfrentando o Zulte Waregem pela terceira fase preliminar da Liga dos Campeões. O mesmo PSV que agora tem em seu elenco Jozefzoon, outro destaque dos Católicos na temporada. E dois dos defensores titulares deixaram a equipe: o lateral direito Martina e o zagueiro Ramos. Se não bastasse, o RKC ainda cedeu Teddy Chevalier, que poderia ser um bom reserva (mas aqui até se entende: o atacante entrou em rota de colisão com o técnico Erwin Koeman).

Para o ataque, até vieram reforços experientes, como Castelen, sedento por voltar a jogar após passagens por ADO Den Haag e pela Rússia, e o experiente Rommedahl. Mas a defesa ainda pede fortalecimentos. E esse equilíbrio pode ser a chave para facilitar a permanência do time na primeira divisão. Mais do que isso: para evitar irregularidades de desempenho ao longo da temporada.

Roda JC

Nome do clube: Sport Vereniging Roda Juliana Combinatie
Estádio: Het Parkstad Limburg (19.200 pagantes), em Kerkrade
Site oficial: www.rodajc.com
Principal jogador: Mark-Jan Fledderus (meio-campista)
Quem chegou: Ard van Peppen (D, HOL, RKC Waalwijk), Guy Ramos (D, CBV, RKC Waalwijk), Kees Luijckx (M, HOL, Roda JC), Henk Dijkhuizen (D, HOL, Sparta Rotterdam), [Roly Bonevacia (M, HOL, Ajax)], Anouar Kali (M, HOL, Utrecht), Marc Höcher (M, HOL, Willem II), [Wiljam Pluim (A, HOL, Zwolle)] e [Frank Demouge (A, HOL, Bournemouth-ING)]
Quem saiu: Mateusz Prus (G, POL, fim de contrato), Jimmy Hempte (D, BEL, KV Oostende-BEL), [Danilo Pereira (D, POR, Parma-ITA)], Rob Wielaert (D, HOL, Melbourne Heart-AUS), Tamás Kádár (D, HUN, Diósgyõri-HUN), [Abel Tamata (D, HOL, PSV)], Laurent Delorge (M, BEL, fim de contrato) Mikolay Lebedynski (A, POL, fim de contrato), Adil Ramzi (A, HOL, fim de contrato) e Sanharib Malki (A, SIR, Kasimpasa-TUR)
Técnico: Ruud Brood
Colocação em 2012/13: 16º
Objetivo da temporada: Ficar no meio da tabela

Pode-se comparar o Roda JC ao que o VVV-Venlo foi até a temporada passada, quando enfim, caiu: o time de Kerkrade é daqueles que anda vivendo perigosamente. A mesma equipe que chegou ao sexto lugar, há duas temporadas, sofreu com a irregularidade e terminou a temporada passada tendo de passar pela Nacompetitie para evitar o rebaixamento. Mais do que isso: só se salvou com um gol aos 45 minutos do segundo tempo, no jogo decisivo contra o Sparta Rotterdam.

Mas, diferentemente do VVV-Venlo, o Roda JC tratou de se reforçar para evitar que este ano seja igual àquele que passou. Com o miolo de zaga atingido por perdas, como Wielaert, Danilo Pereira e Kádár, o clube saiu atrás de reforços. Conseguiu-os em Van Peppen e Ramos. No meio-campo, a armação foi fortalecida com Höcher e Kali. No ataque, Demouge tem chances de suprir a ausência sentida de Malki, que teve desempenho ótimo em 2012/13. Com tais contratações, o Roda anuncia que não quer cair. Talvez consiga isso.

Twente

Nome do clube: FC Twente
Estádio: Grolsch Veste (24.244 pagantes), em Enschede
Site oficial: www.fctwente.nl
Principal jogador: Dusan Tadic (meio-campista)
Quem chegou: Sonny Stevens (G, HOL, Volendam), [Nick Marsman (G, HOL, Go Ahead Eagles)], Cuco Martina (D, HOL, RKC Waalwijk), [Nils Röseler (D, HOL, VVV-Venlo)], [Nicky Kuiper (D, HOL, Panathinaikos-GRE)], [Thilo Leugers (D, ALE, NAC Breda)], Dico Koppers (D, HOL, Ajax), Kyle Ebecilio (M, HOL, Arsenal-ING), [Quincy Promes (M, HOL, Go Ahead Eagles)], [Glynor Plet (A, HOL, Racing Genk-BEL)], [Cas Peters (A, HOL, Go Ahead Eagles)] e [Joshua John (A, HOL, Nordsjaelland-DIN)] Quem saiu: Daniel Fernandes (G, POR, OFI Creta-GRE), Ruben Lucas (G, HOL, Go Ahead Eagles), Douglas (D, BRA, Dinamo Moscou-RUS), [Edson Braafheid (D, HOL, Hoffenheim-ALE)], Denny Landzaat (M, HOL, fim de contrato), Jerson Cabral (M, HOL, ADO Den Haag), Leroy Fer (M, HOL, Norwich City-ING), Nacer Chadli (A, BEL, Tottenham Hotspur-ING), Emir Bajrami (A, SUE, Panathinaikos-GRE) e Dmitri Bulykin (A, RUS, fim de contrato)
Técnico: Alfred Schreuder (por ainda não ter o diploma, o cargo é de Michel Jansen, oficialmente)
Colocação em 2012/13:
Objetivo da temporada: Vaga na Liga Europa, a partir dos play-offs – quem sabe, pela colocação no campeonato

Recomeço. Após um returno em que tudo degringolou dentro do time de Enschede, não é nem o caso de a palavra ser naturalmente essa para a próxima edição do Campeonato Holandês: a palavra tinha de ser essa. Era obrigatório mudar o elenco, mudar o clima, alterar certas coisas que andavam envelhecidas dentro do clube. Não por outra razão, Alfred Schreuder, antes interino, foi efetivado – tendo a seu lado Michel Jansen, já que seu curso de treinadores na KNVB ainda não se encerrou. E ele terá um elenco cheio de jovens. Elenco que também foi foco de renovação.

Há tempos querendo sair de Enschede, Douglas enfim conseguiu a transferência. Sem chance de ficar em definitivo, Braafheid também deixou o clube. O veterano Landzaat não teve o contrato renovado. E a janela de transferências levou Fer, Chadli e Bajrami. Embora ainda no clube, Mihaylov está afastado, pois negocia a saída. Resta trabalhar com a garotada. Que é até talentosa: Marsman é goleiro promissor, a defesa tem em Koppers um lateral esquerdo bom para pressionar Rosales, Kyle Ebecilio tem margem de evolução e passagem por seleções de base, Promes é veloz, Tadic já foi o destaque da última temporada, Castaignos desenvolve alguma personalidade… enfim, se o time renovado conseguir manter o ritmo de boas campanhas, de algo já terá servido o recomeço do Twente. Título é o de menos.

Utrecht

Nome do clube: Football Club Utrecht
Estádio: De Galgenwaard (25.000 pagantes), em Utrecht
Site oficial: www.fcutrecht.nl
Principal jogador: Jacob Mulenga (atacante)
Quem chegou: Timothy Derijck (D, BEL, PSV), [Mark Diemers (M, HOL, Cambuur)], Darren Rosheuvel (M, SUR, Ajax) e Steve de Ridder (M, HOL, Southampton-ING)
Quem saiu: Erik Cummins (G, HOL, Go Ahead Eagles), Mike van der Hoorn (D, HOL, Ajax), Jan Wuytens (D, BEL, AZ), Nana Asare (M, GAN, Gent-BEL), Anouar Kali (M, HOL, Roda JC), Enzio Boldewijn (M, HOL, Almere City) e Lars Veldwijk (A, HOL, Excelsior Rotterdam)
Técnico: Jan Wouters
Colocação em 2012/13:
Objetivo da temporada: Repetir o desempenho do ano passado, até para apagar o vexame da eliminação na segunda fase preliminar da Liga Europa

Eis um clube que é pouco falado, mas que tem tudo para fazer uma boa campanha, assim como já fez em 2012/13. Plenamente recuperado das saídas de Vorm e Van Wolfswinkel, que prejudicaram-no há duas temporadas, o Utrecht anda bastante calmo. Até pelo nível razoável do elenco. Nada de impressionar, mas bom o suficiente para fazer um papel elogiável – dentro da Holanda, claro, já que a eliminação para o Differdange, de Luxemburgo, na segunda fase preliminar da Liga Europa, depõe contra. E muito.

Claro, há assédio por transferências: Van der Hoorn já saiu, e Jacob Mulenga demonstrou repetidas vezes o desejo de deixar o Galgenwaard. Ainda assim, restam jogadores razoáveis. Tendo jogado apenas o returno, o meio-campista Toornstra já é titular absoluto na equipe. Sem Kali e Asare, ganham importância o japonês Takagi e os australianos Oar e Zullo. E na defesa, o goleiro Ruiter, ainda irregular, tem mais uma chance de provar talento. Cabe a Jan Wouters, que faz bom trabalho, levar o time a consertar, durante a temporada, o desastre ocorrido na Liga Europa.

Vitesse

Nome do clube: Stichting Betaald Voetbal Vitesse
Estádio: Gelredome (32.500 pagantes), em Arnhem
Site oficial: www.vitesse.nl
Principal jogador: Theo Janssen (meio-campista)
Quem chegou: [Marko Meerits (G, EST, Flora Tallinn-EST)], Kelvin Leerdam (D, HOL, Feyenoord), Patrick van Aanholt (D, HOL, Chelsea-ING), Faycal Annouri (M, MAR, Almere City), Marko Vejinovic (M, SER, Heracles Almelo), [Adnane Tighadouini (A, MAR, Cambuur)], [Marcus Pedersen (A, NOR, Odense-DIN)], Gaël Kakuta (A, FRA, Chelsea-ING) e Giorgi Chanturia (A, GEO, Alania Vladikavkaz-RUS)
Quem saiu: Eloy Room (G, HOL, Go Ahead Eagles), [Tomas Kalas (D, TCH, Chelsea-ING)], Michihiro Yasuda (D, JAP, fim de contrato), Nikola Aksentijevic (D, SER, Partizan-SER), Marco van Ginkel (M, HOL, Chelsea-ING), Simon Cziommer (M, ALE, fim de contrato), Nicky Hofs (M, HOL, encerrou carreira), e Wilfried Bony (A, CMA, Swansea City-GAL/ING)
Técnico: Peter Bosz
Colocação em 2012/13:
Objetivo da temporada: Vaga na Liga Europa, repetindo o desempenho do ano passado.

Estava na cara que a ótima temporada que o Vitesse viveu na temporada 2012/13 não passaria incólume, e que vários lugares da Europa ficariam de olho no clube de Arnhem. Mais óbvio ainda era dizer que Van Ginkel, titularíssimo da Holanda no Europeu sub-21 e sério candidato a estar na Oranje adulta que deve ir à Copa, e Bony, dos melhores atacantes da Europa na última temporada, eram sérios candidatos a irem para centros maiores do futebol europeu. Foram. E uma certa reestruturação interna foi necessária: após Fred Rutten sair, desgostoso que ficou de alguns choques com o mecenas Merab Jordania, Peter Bosz foi pinçado no Heracles para treinar os aurinegros.

Apesar dos pesares de perder gente importante na boa campanha do Holandês passado, Bosz não tem lá muito do que se queixar. De certa forma, há bons substitutos dentro do próprio elenco. Embora um tanto quanto sobrecarregado pela saída de Van Ginkel, Theo Janssen tem em Vejinovic um companheiro promissor, enquanto Havenaar ficará na armação. Sem Bony a eclipsá-lo e distante dos problemas pessoais que já teve, Jonathan Reis consegue ótima oportunidade para virar o homem-gol que ensaiou ser no PSV. Na defesa, Leerdam, boa contratação, fortalece a lateral direita, e Van der Struijk trará mais experiência ao miolo. Embora falar em título seja pouco provável, deve ser suficiente para outra boa campanha – e para chegar à fase de grupos da Liga Europa.

Zwolle

Nome do clube: Prins Hendrik Ende Despereert Nimmer Combinatie Zwolle
Estádio: IJsseldelta (10.000 pagantes), em Zwolle
Site oficial: www.peczwolle.nl
Quem chegou: Kevin Begois (G, HOL, Den Bosch), Kamohelo Mokotjo (M, AFS, Feyenoord), Stef Nijland (M, HOL, PSV), [Giovanni Hiwat (A, HOL, Cambuur)] e Guyon Fernandez (A, HOL, Feyenoord)
Quem saiu: Danny Wintjens (G, HOL, VVV-Venlo), Norichio Nieveld (D, HOL, FC Eindhoven), Gerard Aafjes (D, HOL, fim de contrato), Mike Koenders (D, HOL, fim de contrato), Arne Slot (M, HOL, encerrou carreira), Frank Olijve (M, HOL, Emmen), [Arsenio Valpoort (A, HOL, Heerenveen)], Christiaan Cicek (A, HOL, Wierden), Norair Mamedov (A, ARM, Willem II), [Wiljam Pluim (A, HOL, Roda JC)] e [Denni Avdic (A, SUE, Werder Bremen-ALE)] Técnico: Ron Jans
Colocação em 2012/13: 11º
Objetivo da temporada: Tentar escapar do rebaixamento, mesmo após as perdas. Conseguindo distanciar-se da zona de queda, ficar no meio da tabela

Os Zwollenaren conseguiram um grande feito, ao ficarem na primeira divisão, surpreendendo a todos. No entanto, para clubes com o tamanho diminuto dos “Dedos Azuis”, é preciso matar um leão por dia. Até porque alguns homens importantes para o desempenho agradável da última edição do Campeonato Holandês já não estão mais no clube: Denni Avdic voltou ao Werder Bremen, e o técnico Art Langeler foi contratado pelo PSV para ser o diretor das categorias de base.

Então o Zwolle será saco de pancadas? Difícil acreditar que sim. Se terá de batalhar muito para seguir na primeira divisão e alcançar o meio da tabela, terá alguns jogadores vindos de clubes grandes que podem ajudá-lo, como Nijland, que certamente terá o tempo de jogo que não tinha há muito no PSV, ou Mokotjo, firme na marcação. E o treinador Ron Jans, que fez bons trabalhos no Groningen e no Heerenveen, pode auxiliar o Zwolle a matar novamente o leão do rebaixamento.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Bloqueador detectado

A Trivela é um site independente e que precisa das receitas dos anúncios. Considere nos apoiar em https://apoia.se/trivela para ser um dos financiadores e considere desligar o seu bloqueador. Agradecemos a compreensão.