Holanda

Feyenoord podia ser campeão depois de 18 anos, mas derrota adiou tudo para última rodada

O Feyenoord está em compasso de espera há algum tempo. A ansiedade é o que define o time nesta reta final de Eredivisie. O time tenta conquistar o título holandês pela primeira vez desde 1999 e tinha o seu primeiro match point. Desperdiçou. Perdeu por 3 a 0 para o Excelsior fora de casa, viu o Ajax golear o Go Ahead Eagles por 4 a 0 e a vantagem diminuiu para um ponto. Tudo fica para a última rodada, na próxima semana. E com muita pressão.

LEIA TAMBÉM: Feyenoord e as duas semanas que demoraram 18 anos

Com 79 pontos, o Feyenoord precisava de uma vitória para chegar a 82 e assim se tornar inalcançável para o Ajax, segundo colocado, que chegaria a no máximo 81. Aconteceu tudo ao contrário disso e a situação acaba gerando ainda mais pressão e certamente muito mais ansiedade para os torcedores e jogadores.

Foram três gols no segundo tempo para derrubar o Feyenoord. Nigel Hasselbaink, sobrinho de Jimmy Floyd Hasselbaink, abriu o placar para Excelsior, aos 11. Stanley Elbers, aos 14, ampliou para 2 a 0. Depois, aos 20, Ryan Koolwijk fechou a conta. A derrota, claro, teve um peso. Tanto jogadores quanto o técnico do time saíram com um discurso otimista.

“Nós podemos falar por horas sobre o que deu errado aqui hoje, mas nós temos que esquecer e olhar para frente na próxima semana para terminar o trabalho”, afirmou o capitão Dirk Kuyt. “Nós mostramos toda a temporada que nós podemos lidar com a pressão e a pressão aumenta nos últimos jogos da temporada. Nós não fomos nós mesmos hoje e merecemos perder. Foi decepcionante porque nós tivemos duas grandes chances no jogo. Mas nós devemos colocar toda a nossa energia no jogo final contra o Heracles Almelo onde ainda há tudo para jogar e terminar o trabalho no De Kuip”, afirmou ainda o jogador, ex-Liverpool.

“Os torcedores do Feyenoord nunca desistem. A legião é um exemplo disso e eles são uma inspiração para nós como jogadores. Nós devemos mostrar nossas verdadeiras qualidades na próxima semana e nos tornarmos campeões da Holanda e nós temos que fazer isso pelos torcedores do Feyenoord”, afirmou ainda Kuyt.

“Nós não vencemos hoje e por isso não fomos campeões. Nós tivemos dificuldade no jogo hoje e nós não conseguimos atender às expectativas”, disse o técnico Giovanni van Bronckhorst. “Nós demos muito espaço para o Excelsior. Não jogamos como normalmente fazemos hoje. Nós temos que processar esta derrota e seguir em frente”, continuou o treinador. “Nós temos que trabalhar visando o jogo contra o Heracles Almelo no próximo domingo e nós sabemos que se vencermos o jogo seremos campeões”.

“Minha mensagem para os torcedores do Feyenoord e Roterdã é que nós todos estamos decepcionados em como as coisas aconteceram hoje. Nós temos que ir para o próximo fim de semana e precisamos de todo mundo capaz disso. Nós sabemos que hoje tivemos um contratempo. Mas nós temos que nos tornar campeões no próximo domingo”, convocou Van Bronckhorst.

A vitória do Ajax por 4 a 0 sobre o Go Ahead Eagles rebaixou o time que tem um dos nomes mais divertidos do futebol mundial. O time que veio da segunda divisão voltará direto para a segundona na próxima temporada. O técnico do Ajax, Peter Bosz, se disse surpreso com a derrota do Feyenoord.

“Nós fizemos hoje o que nós precisávamos fazer e isso era vencer. Eu não esperava que o Feyenoord perdesse hoje. Mas você sabe que esses resultados podem acontecer, assim como o Ajax contra o De Graafschap na última rodada na temporada passada”, lembrou o treinador, falando sobre o tropeço que custou o título ao Ajax em 2015/16.

“Uma coisa certa é que queremos ser campeões. Nós temos que vencer o Willem II em Tilburg. Nós também dependemos do que o Heracles Almelo fizer. Mas é compreensível que o Feyenoord fique inquieto”, comentou Bosz.

“O Heracles Almelo também luta por algo, já que eles podem chegar aos playoffs para vagas europeias, então eles irão querer um resultado positivo”, declarou o treinador do Ajax. “Se tudo no futebol fosse tão previsível, então o futebol não seria tão apaixonante. Então estes resultados como o que aconteceu com o Feyenoord hoje só podem ser uma coisa boa”.

A próxima rodada será no domingo que vem, dia 14 de maio. O Feyenoord, em casa, só precisa vencer o Heracles. O Ajax, fora de casa, precisa vencer o Willem II e torcer por ao menos um empate do Feyenoord. Em caso de empate em pontos, o que só seria possível com uma derrota do Feyenoord e um empate do Ajax, o Feyenoord só perde o título se perder por seis gols de diferença – o que, convenhamos, é altamente improvável. O próximo fim de semana será agitado na Holanda.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo