Holanda

Ex-zagueiro Jaap Stam assume como técnico no PEC Zwolle, time que o formou como jogador

O PEC Zwolle anunciou um novo técnico que é um velho conhecido de quem acompanha futebol: Jaap Stam, ex-zagueiro, que tem 46 anos. Ele assume o clube que o revelou para o futebol em 1992, antes jogar por Cambuur, Willem II, PSV, Manchester United, Lazio, Milan e encerrar a sua carreira no Ajax. Jogou também pela seleção holandesa de 1996 a 2004. Ele assume um time que briga contra o rebaixamento.

LEIA TAMBÉM: [Espreme a Laranja] Citricultura: os hinos/canções dos clubes holandeses

Desde que pendurou a chuteira, Jaap Stam já passou pelo PEC Zwolle como técnico interino, em 2009, e foi assistente no clube de 2011 a 2013. Também foi assistente no Ajax e no Jong Ajax, time de base do clube de Amsterdã. Em 2016, assumiu o comando do Reading e ficou até março de 2018, demitido com o clube em 20º lugar na segunda divisão inglesa (na segunda divisão inglesa há 24 clubes e os três últimos são rebaixados. O time escapou do rebaixamento terminando exatamente em 20º).

A situação que Stam encontra no PEC Zwolle é também de brigar contra o rebaixamento. O time está em 16º na liga, entre 18 times (o último é rebaixado direto e o 16º e 17º disputam um playoff contra dois times da segunda divisão). Stam assume no lugar de John van’t Schip, que não conseguiu fazer boa campanha com o clube. Em 17 jogos, são apenas quatro vitórias, três empates e 10 derrotas, com 15 pontos ganhos.

“PEC Zwolle é um clube próximo do meu coração e me sinto bem em voltar”, disse Stam ao site oficial do clube. “Eu tenho seguido o clube em anos recentes e é bom ver o tipo de desenvolvimento que foi feito. Eu vejo como um desafio maravilhoso para ter sucesso no próximo um ano e meio, começando na segunda metade da temporada”, afirmou o agora treinador.

No Reading, seu único trabalho como treinador principal, ele fez um ótimo primeiro ano, levou o time aos playoffs pelo acesso, terminando em terceiro lugar. No playoff, porém, perdeu o acesso para o Huddersfield, que subiu para a Premier League. No ano seguinte, com o time mal das pernas e próximo à zona do rebaixamento, o holandês acabou demitido. Volta ao trabalho no seu país natal para tentar salvar o time que o formou como jogador.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo