Holanda

Com uma sequência de defesas impressionante, Maarten Paes permitiu que o Utrecht provocasse a primeira derrota do Ajax

O Ajax não passava em branco num jogo da Eredivisie desde março de 2020, mas Paes brecou o ataque adversário

O Ajax vivia um início de temporada contundente na Eredivisie, com 30 gols anotados e somente um sofrido nas sete primeiras rodadas. A invencibilidade dos Godenzonen caiu neste domingo, dentro da Johan Cruyff Arena, com uma excelente vitória por 1 a 0 do Utrecht. E o resultado favorável aos visitantes contou com um lance impressionante do goleiro Maarten Paes. Foram três defesas consecutivas, pouco antes do gol que decretou o triunfo. Os Ajacieden estavam invictos na liga há 303 dias e não terminavam um jogo sem marcar gols pela competição desde março de 2020, antes do início da pandemia.

Com Antony no banco e David Neres como titular desta vez, o Ajax fez um primeiro tempo em ritmo mais baixo. Sébastien Haller desperdiçou a grande chance dos Ajacieden na primeira etapa. O milagre de Paes aconteceu aos 11 do segundo tempo. O arqueiro do Utrecht bateu roupa na primeira tentativa de Haller, mas foi incrível para defender o rebote. Logo depois, faria outra intervenção assombrosa para negar o tento de Dusan Tadic. Grande lance, que permitiu o tento de seu time aos 32. Num contragolpe, Django Warmerdam bateu cruzado da entrada da área e acertou o canto.

Apesar da derrota, o Ajax permanece na primeira colocação, com 19 pontos. O Utrecht, por sua vez, subiu ao terceiro lugar com 17 pontos. O PSV é o segundo, com 18, ao bater o Sparta Roterdã por 2 a 1 – com gols de Ibrahim Sangaré e Ryan Thomas já na reta final. O Willem II, que vinha bem, caiu para o quarto posto ao perder para o Heracles por 3 a 2. Já o Feyenoord é apenas o quinto, com a derrota por 2 a 1 na visita ao Vitesse.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo