Holanda

Antony foi herói no fim e o Ajax conquistou uma memorável virada no clássico contra o Feyenoord

O Feyenoord fez um grande primeiro tempo e mandou na Johan Cruyff Arena, mas o Ajax se reergueu para buscar os 3x2 já nos minutos finais

A Johan Cruyff Arena abrigou, neste domingo, um dos grandes jogos da história do clássico entre Ajax e Feyenoord. As duas equipes vinham de semanas distintas nas copas europeias. O clube de Amsterdã decepcionou com sua eliminação na Champions, enquanto o time de Roterdã se engrandeceu pela grande campanha na Conference. E o primeiro tempo transmitia esse espírito, com uma grande atuação do Feyenoord para garantir a vitória parcial. Os Ajacieden precisaram juntar seus cacos e voltaram mais fortes para o segundo tempo. Então, com dois gols depois dos 33 minutos, buscaram uma fantástica virada por 3 a 2. Tadic marcou o golaço que valeu o empate, enquanto Antony se tornaria o herói ao assinar o tento decisivo.

O início do Feyenoord foi excelente. Os visitantes logo passaram a criar suas oportunidades e abriram o placar aos oito minutos, num contra-ataque. Reiss Nelson serviu e Guus Til ficou de frente para André Onana, mas carimbou o goleiro. Pelo menos o rebote no alto sobrou limpo para Luis Sinisterra, que cumprimentou de cabeça para as redes. O Ajax demorou a entrar no jogo, mas empatou aos 24, num chute de Ryan Gravenberch que o goleiro Ofir Marciano rebateu e Sébastien Haller guardou na sobra. Porém, quatro minutos depois, o Feyenoord já retomou a vantagem. Numa bola perdida por Steven Berghuis na entrada da área, Guus Til saiu de frente para o gol e só deslocou Onana. Os Ajacieden permaneceram no ataque até o intervalo, mas criaram pouco. O terceiro dos rivais ficou mais próximo, com Cyriel Dessers batendo para fora. A confiança era bem maior.

O Ajax voltou ao segundo tempo com a entrada de Davy Klaassen, para tentar adicionar qualidade no meio do campo. A equipe conseguiu se impor no campo de ataque e pressionou um acuado Feyenoord. Contudo, o gol não vinha. Jurriën Timber chegou a carimbar a trave, enquanto Antony tentou aparecer mais, sem tanta precisão nos arremates. Pouco após sair do banco, Bryan Brobbey ainda perdeu grande cabeçada livre, aos 28. A sorte não parecia ao lado dos Godenzonen.

O empate do Ajax, ao 33, saiu com assinatura do talento de Dusan Tadic. Numa cobrança de falta fechada pela direita, o sérvio chutou direto no ângulo oposto e marcou um golaço. E a virada se consumou aos 41, num momento em que os Godenzonen pareciam mais inteiros no jogo. Numa ótima tabela pela esquerda, Nicolás Tagliafico deu o passe para trás e Antony apareceu na área para definir. O brasileiro não vinha bem na partida, mas marcou o gol de uma vitória eletrizante. Na comemoração, o ponta ainda protagonizou uma cena icônica, ao tirar sua camisa e mostrar para a torcida. O Feyenoord não deixou de lutar no fim e teve cinco minutos de acréscimos, mas não faria muito além. Nem mesmo a expulsão de Antony no último minuto, ao receber o segundo amarelo por fingir uma falta, não impediu a festa do Ajax.

O Ajax chega aos 66 pontos e se mantém na liderança da Eredivisie. A equipe ainda aguarda o PSV entrar em campo para saber sua real vantagem. Já o Feyenoord fica com 55 pontos e preserva a terceira colocação. Apesar dos bons momentos da equipe no jogo, a derrota em Amsterdã termina amarga.

Standings provided by SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo