Holanda

Ajax sente o doce sabor da vingança com impiedosa goleada sobre o rival PSV

Após perder por 4 a 0 na Supercopa da Holanda, Ajax devolveu a goleada com juros e fez 5 a 0 no rival PSV na Johan Cruyff Arena

O Ajax terminou a semana do melhor modo possível. Após golear o Borussia Dortmund por 5 a 0 na Champions League, os Ajacien venceram o rival PSV por 5 a 0 na Johan Cruyff Arena, com uma grande atuação do trio Dusan  Tadic, Antony e Sébastien Haller. Foi uma vingança depois do mesmo Ajax tomar 4 a 0 deste mesmo PSV, no mesmo estádio, no último confronto entre os dois times, no dia 7 de agosto, na Supercopa da Holanda.

Na partida mais esperada da 10ª rodada do Campeonato Holandês, a equipe comandada por Erik tem Hag conseguiu canalizar o sentimento de raiva que sentiu quando tomou a goleada no começo da temporada para descontar. O time de Amsterdã vive uma grande fase, lidera a Eredivisie com 25 pontos – e ainda abriu quatro para o PSV, segundo colocado – e parece pronto para fazer história.

O PSV não teve dois dos seus melhores jogadores, que brilharam naqueles 4 a 0: Noni Madueke e Cody Gakpo, ambos machucados depois do duelo contra o Monaco na Liga Europa. Mesmo sem seus dois pontos titulares, o PSV teve um bom início. Carlos Vinícius, brasileiro ex-Tottenham, teve uma chance no começo, mas que não conseguiu aproveitar.

Quando o Ajax teve a chance, marcou. Aos 19 minutos do primeiro tempo, Dusan Tadic fez a jogada pela ponta esquerda, cruzou rasteiro e Steven Berghuis finalizou forte, alto, e marcou 1 a 0. O jogo continuava equilibrado, com o PSV chegando ao ataque e buscando o gol de empate. Nada indicava que haveria uma mudança tão brutal no segundo tempo.

Logo aos 10 minutos do segundo tempo, em um escanteio curto que Tadic recebeu e cruzou para Sébastien Haller tocar de cabeça e marcar 2 a 0. Foi aí que o jogo se perdeu para o PSV. Dali em diante, o time pouco conseguiu fazer para reagir na partida. Se no primeiro tempo o Ajax já era melhor, mas não era um massacre, no segundo passou a ser.

Aos 20 minutos, Haller fez jogada de centroavante, brigando pela bola, protegendo e rolando para Antony finalizar e marcar 3 a 0 para o Ajax. O quarto gol não demoraria muito. Aos 21 minutos, depois de um bate e rebate na área que Haller não conseguiu finalizar, a bola sobrou para Davy Klaasen, que tocou com categoria e calma no canto do goleiro para ampliar o placar para 4 a 0.

O jogo, então, mudou de ritmo, reduzindo muito a sua intensidade. Mesmo assim, o Ajax seguia atacando, só com mais tranquilidade. Com 47 minutos no placar, o Ajax ainda marcou mais um. Perr Schuurs deu um bom passe para Tadic sair nas costas da defesa, driblar o goleiro e tocar para o fundo da rede: 5 a 0. Fechou a conta e ainda pediu um cafezinho.

A demolição do PSV foi surpreendente, porque o time não vinha mal. Só que o Ajax vinha muito bem, mostrou muito futebol e aproveitou as chances que teve. Este é um Ajax que empolga o torcedor e eles têm motivos mesmo para isso. O time tem classificação encaminhada na Champions League e abriu uma pequena vantagem no Campeonato Holandês. Mais do que os resultados, o time tem tido desempenho de alto nível e um ataque absolutamente avassalador.

Veja os melhores momentos da partida:

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo