Eurocopa FemininaHolanda

Um problema atrás do outro para a Holanda: Lieke Martens é cortada da Eurocopa

Após o corte de Van Veenendaal e de Miedema testar positivo para Covid-19, a atual campeã europeia perdeu outro de seus pilares

A atacante Lieke Martens, 29 anos, sofreu uma lesão no pé na goleada da Holanda sobre a Suíça no último domingo e foi cortada da Eurocopa. Mais um problema para o técnico Mark Parsons, que tem precisado lidar com uma série de desfalques e com um time que ainda não apresentou o seu melhor futebol em solo inglês.

A goleira e capitã Sari van Veenendaal e a zagueira Aniek Nowen se machucaram na primeira rodada contra a Suécia. A estrela Viviane Miedema e a meia Jackie Groenen foram desfalques na segunda rodada por testarem positivo para Covid-19. Veenendaal também foi cortada, e apenas Nowen e Groenen retornaram ao time para o último jogo da fase de grupos.

E agora a Holanda perde Martens. Ela foi eleita a melhor jogadora do mundo pela Fifa em 2017, mesmo ano em que também foi escolhida como a craque da Eurocopa que as holandesas venceram em casa. Ela havia acabado de assinar com o Barcelona, pelo qual foi essencial em três títulos seguidos do Campeonato Espanhol e na conquista da Champions League de 2020/21.

Martens, Miedema e Veenendaal são os três principais pilares da seleção holandesa, então dá para imaginar que existam fatores atenuantes para as atuações não tão boas assim nesta Eurocopa. Foi pior do que a Suécia no empate por 1 a 1 na primeira rodada e deu uma suada danada para ganhar de Portugal no jogo seguinte, por 3 a 2, graças a um golaço de Daniëlle van de Donk.

Parsons, que assumiu a Holanda no lugar de Sarina Wiegman, atual técnica da Inglaterra, terá que reorganizar o seu time sem demora para enfrentar a França no próximo sábado, pelas quartas de final da Eurocopa, em Rotherham. “É uma notícia terrível para Lieke e para nós. Ela estava totalmente comprometida com o time durante este torneio. É muita infelicidade que a Eurocopa dela termine assim”, disse o treinador.

Após cinco anos no Barcelona, Martens saiu ao fim do seu contrato em busca de um novo desafio e acertou com o Paris Saint-Germain, que está tentando elevar seu patamar dentro do futebol feminino. Principal rival do Lyon na França, tem dois vices da Champions League, mas não disputa a final desde 2016/17.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo