França

Wenger batiza estádio para 500 pessoas na cidadezinha francesa onde cresceu

Arsène Wenger nasceu em Estrasburgo, no nordeste da França, quase na fronteira com a Alemanha. Foi criado, no entanto, a 20 quilômetros dali, na pequena vila de Duppigheim, que tem atualmente apenas 1,500 habitantes. O filho mais famoso da cidade ganhou uma bonita homenagem ao ter seu nome utilizado para batizar o novo estádio para 500 pessoas que foi inaugurado neste domingo.

LEIA MAIS: Özil bate bola e leva um pouco de esperança a crianças refugiadas na Jordânia

Aproximadamente 600 pessoas, segundo o site francês 20 minutes, estiveram presentes para a cerimônia, que, naturalmente, também contou com a presença de Wenger. “O que posso falar para as pessoas de Duttlenheim? Temos que ir além das vilas. O que acredito aplica-se local, nacional e internacionalmente”, afirmou. “É uma honra. Estou um pouco surpreso”, acrescentou o técnico do Arsenal, sobre a homenagem.

O presidente do clube que leva o nome da cidade e usará o estádio, Peter Troesch, não seguiu a modéstia de Wenger. “Ele merece um estádio em cada vila da região da Alsácia e da França”, disse.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo