FrançaLigue 1

[Vídeo] Ibra anotou outra de suas pinturas para dar mais uma vitória ao PSG

O Paris Saint-Germain voltou a sua rotina na Ligue 1. Não apenas àquela de emendar vitórias, mas também de ser dependente de Zlatan Ibrahimovic. E de assistir ao seu grande ídolo marcar lindos gols. Após dois meses parado, o craque foi decisivo nos últimos três jogos dos parisienses. Neste sábado, anotando os dois tentos na virada por 2 a 1 sobre o Nantes, que deixa o time provisoriamente na liderança do Francesão – ao menos até o duelo do Olympique de Marseille contra o Metz, no Vélodrome. Mais um jogo que reforça a influência de Ibra sobre o PSG, por mais que o time tenha aprendido a se virar sem ele.

O Nantes abriu o placar logo aos oito minutos, em um lindo chute de fora da área de Bedoya. Contudo, Ibra começaria a resolver ainda no primeiro tempo. Após bom passe de Lucas, o sueco deixou tudo igual aos 34 minutos. E fez a diferença na etapa complementar, em uma pancada em cobrança de falta, indefensável para o goleiro Riou. Ainda que só tenha atuado em nove das 17 rodadas da Ligue 1, o craque já é o vice-artilheiro com oito gols, três a menos que Gignac e Lacazette.

Enquanto esteve sem Ibrahimovic, o PSG viu outros jogadores almejarem o protagonismo. Lucas, Cavani e Lavezzi até viveram bons momentos durante o período. Com o craque em campo, porém, o potencial da equipe aumenta, por mais que isso escancare também a maneira como o jogo dos parisienses fica preso às ações do centroavante. Carregando a equipe nas costas, Ibra levou o Paris Saint-Germain ao bicampeonato francês. Mas, ainda que sua fase seja fora de série, ainda ficam muitas interrogações sobre o quanto dá para ir além disso e chegar ao almejado título da Champions League.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo