FrançaLigue 1

Ele fez tanta cera que acabou substituído. E ficou bravo

Volta e meia surge algum jogador que simula uma falta ou finge estar machucado e acaba duramente criticado. Mas no caso de Gadji Tallo, do Ajaccio, sua encenação causa mais risos que indignação. Durante um jogo da Ligue 1, contra o Guingamp, o marfinense sofreu uma falta e a maneira como reagiu preocupou o técnico Fabrizio Ravanelli, que, imediatamente, chamou um substituto para entrar em campo. Enquanto era atendido na beira do gramado, além da linha lateral, Tallo viu Stefan Popescu entrar em campo em seu lugar e teve a recuperação mais rápida da história do futebol.

Revoltado, o atacante começou a discutir com Ravanelli mesmo estando do outro lado do campo. A intenção do jogador provavelmente era de ganhar uns minutinhos, já que o Ajaccio vencia o Guingamp por 1 a 0 fora de casa. Faltou o atacante-ator conversar com seu treinador antes do jogo avisando que poderia tentar a artimanha eventualmente durante a partida. Do banco, sem poder ajudar, Tallo ainda teve que ver seu time tomar a virada e sair de campo derrotado por 2 a 1.

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo