França

‘Nem sonhem’: PSG manda recado ao Barcelona

Técnico Luis Enrique entrou na mira do clube catalão para assumir o time na próxima temporada

O Barcelona corre contra o tempo para encontrar um novo treinador. Xavi Hernández anunciou sua saída do comando técnico do clube no fim de janeiro e permanecerá à frente da equipe somente até o término da temporada. Com isso, a diretoria catalã se apressa para definir quem vai substituí-lo e vários nomes já foram colocados em pauta. No mais recente levantamento, o nome de Luis Enrique, campeão da Champions League com o time Blaugrana em 2014/2015, foi levantado, mas prontamente negado pelo PSG, atual clube do espanhol.

Deco, diretor esportivo do Barcelona, é um admirador de Luis Enrique e tem acompanhado de perto o trabalho do treinador à frente do clube parisiense. O fato do espanhol ter tido uma experiência prévia positiva na equipe foi mais um ponto considerado em uma possível contratação ao time catalão. Em contrapartida, Nasser Al Khelaifi, dono do PSG, não estaria disposto a abdicar do seu técnico por estar contente com o trabalho do comandante até o momento.

Portanto, atualmente, seria muito complicado para o Barcelona pensar em qualquer negociação envolvendo o nome de Luis Enrique, já que o PSG não está aberto a nenhuma negociação com o técnico, que tem contrato com o clube de Paris até 2025. O próprio treinador confia no projeto de trabalho que lhe foi proposto e mesmo sua identificação com o Barça não o tiraria da França agora.

Luis Enrique é uma figura importante na reconstrução do PSG

Nasser Al-Khelaifi confiou à Luis Enrique a missão de reconstruir o Paris Saint-Germain na próxima temporada, quando Mbappé vai se transferir ao Real Madrid e deixará uma enorme lacuna no ataque da equipe. O processo de reformulação do elenco passará também nos demais setores do campo. A ideia da alta cúpula da administração parisiense é investir em jogadores com potencial e possam ser trabalhados pelo treinador espanhol a fim de alcançarem o seu máximo.

Foi assim com Ugarte, Kolo Muani, Lucas Hernández e Dembelé, que chegaram nos lugares de Neymar, Verratti, Sérgio Ramos e Messi. Luis Enrique terá total liberdade para tomar decisões em relação a contratações e aquilo que pensa em termos de dispensas, caso seja necessário. No caso envolvendo Mbappé, o treinador espanhol teve total liberdade para conduzir o assunto da forma como julgou necessário e no fim das contas acabou por contar com o craque francês até o fim desta temporada.

Além da necessidade de contratar um atacante, que pode ser Rafael Leão do Milan, a diretoria do PSG também planeja investir na contratação de mais um meio-campista. Segundo informações do Marca, Gavi, estrela do Barcelona e da seleção da Espanha, é uma das prioridades de Luis Enrique. O clube francês poderá aproveitar a fragilidade financeira do clube catalão para fazer uma investida mais agressiva assim que a janela de transferências de junho for aberta.

Outra opção é Joshua Kimmich, do Bayern de Munique, que ainda não renovou seu contrato com o clube alemão. O jogador de 29 anos não tem um bom relacionamento com Thomas Tuchel, que assim como Xavi no Barcelona, anunciou sua saída do time alemão ao final da temporada. A esperança da diretoria dos Bávaros é que com a mudança no comando técnico, o atleta repense a condição de seu contrato e possa estender seu vínculo com o clube por mais um tempo. Caso contrário, poderá vestir as cores do PSG na próxima temporada.

Foto de Lucas de Souza

Lucas de Souza

Esse é Lucas de Souza, redator e repórter do Futebol na Veia e da Trivela. Jornalista especializado em Marketing digital é também narrador do Portal Futebol Interior e da RP2Marketing.
Botão Voltar ao topo