França

PSG foi letal para aproveitar suas chances, goleou o Monaco e conquistou a Taça da Liga

O Monaco faz temporada irrepreensível, com a liderança do Campeonato Francês e as quartas de final da Champions League, eliminando o Manchester City. Chegou, também, à decisão da Taça da Liga Francesa, neste sábado, contra o Paris Saint-Germain. A expectativa era de jogo equilibrado. A equipe de Leonardo Jardim, afinal, saiu do Parque dos Príncipes com um empate, no final de janeiro. Desta vez, o duelo seria em Lyon, campo neutro. E o resultado foi um passeio. Os parisienses venceram por 4 a 1, com shows de Cavani e Di María, e conquistaram a competição pela quarta vez seguida.

LEIA MAIS: Payet marcou um dos seus golaços de falta, mas o Olympique tropeçou

O que se sobressaiu na maior parte do jogo foi a eficiência do Paris Saint-Germain. Não criou tantas chances proporcionalmente a sua posse de bola, de quase 64%, mas sempre que chegou foi perigoso. No outro lado, apesar de ter um ataque potente, o Monaco exigiu pouco de Kevin Trapp, que fez uma única defesa na partida, no final do primeiro tempo, o melhor momento do time na partida.

A final ficou perfeita para o PSG logo aos 3 minutos. A defesa do Monaco foi dar o bote na intermediárea, mas perdeu a dividida. A bola sobrou com Verratti, que lançou Di María. Cara a cara com Subasic, o alemão rolou para Draxler abrir o placar. Com o gol, os homens de Unai Emery puderam controlar o jogo da maneira que quisessem até a metade da primeira etapa, quando Thomas Lemar acertou um belo chute da entrada da área para empatar.

Foi quando o duelo ficou mais equilibrado, mas, depois de outro par de chances, veio o castigo. Contra-ataque chegou a Draxler, na entrada da área. O alemão ainda escorregou antes de dominar a bola e retribuir a assistência para Di María, aproveitando a linha esburacada da defesa do Monaco. O argentino dominou e tocou no canto de Subasic. Não deu tempo nem de o Monaco se assentar no segundo tempo antes de o PSG matar a partida. Da ponta da grande área, Verratti achou Cavani, de Trivela, e o uruguaio emendou de primeira para fazer um golaço.

 

Cavani ainda perdeu uma chance incrível ao acertar a trave, à queima-roupa, e Di María  exigiu uma linda defesa de Subasic, com um chute de Trivela da entrada da área. Aos 44 minutos do segundo tempo, fez uma jogada de típico ponta esquerda e cruzou rasteiro para o uruguaio, mais uma vez, emendar de primeira e estufar as redes. Quarenta gols na temporada para o centroavante do PSG.

A briga segue aberta no Campeonato Francês, título que premiaria o ótimo trabalho do Monaco na temporada. O clube do Principado ainda está vivo nas quartas de final da Copa da França e da Champions League, mas a primeira chance de levantar um caneco escapou. O PSG também continua na Copa da França e tem a oportunidade frustrar os rivais mais duas vezes.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo