FrançaLigue 1

O Lyon teve uma atuação avassaladora na “decisão” para se garantir na Champions

O clima era de decisão. Caprichosamente, a tabela da Ligue 1 guardou para a penúltima rodada o confronto entre Lyon e Monaco, ambos com o mesmo número de pontos e brigando pela segunda vaga direta na fase de grupos da Liga dos Campeões. No entanto, o Parc Olympique Lyonnais viu apenas um dos times tratar a “final” com a vontade que se pedia. Faminto, o Lyon engoliu os monegascos com pouco mais de meia hora de jogo. E a goleada por 6 a 1 até saiu barata, diante do domínio do time da casa.

A fúria do Lyon se combinou com os erros do Monaco. Em oito minutos, o time da casa abriu dois gols de vantagem, graças a Ghezzal e Lacazette. E a missão ficou ainda mais fácil aos 23, quando Lacina Traoré recebeu o segundo amarelo de forma completamente infantil, por falta sobre o goleiro Anthony Lopes. A deixa para que os Gones construíssem a goleada antes do intervalo, com Yanga-Mbiwa e Lacazette. O tento de Ricardo Carvalho, aos 41, não valia nada mais do que a honra pisoteada dos alvirrubros. Já na segunda etapa, os números finais vieram novamente com Yanga-Mbiwa e Lacazette. O atacante, aliás, vive excelente momento. Depois de sofrer com as lesões, reencontrou a boa fase desde março. Com a tripleta deste sábado, são 11 gols nas últimas nove partidas, passando em branco apenas duas vezes. Comandou a arrancada do Lyon, invicto há 10 rodadas na liga.

Além disso, merece destaque também o papel desempenhado pelos torcedores do Lyon. Conhecida pelos shows nas arquibancadas do antigo Estádio Gerland, a massa fez jus à fama na nova casa. Ditou o ritmo do time com gritos, palmas e muita vibração. Em alguns momentos, mesmo com a ótima atuação dos Gones, valia mais prestar atenção no que acontecia no entorno do campo.

Com a vitória, o Lyon abre três pontos de vantagem na segunda colocação. Garante-se na Champions e só não vai direto à fase de grupos se perder na última rodada, o Monaco vencer e ainda tirar 22 gols de diferença no saldo. Os monegascos, em contrapartida, se veem ameaçados pelo Nice, dois pontos atrás, pela terceira vaga no torneio continental. No último compromisso, o Monaco recebe o Montpellier e o Nice visita o Guingamp. Já o Lyon fecha sua participação contra o Stade de Reims, seriamente ameaçado pelo rebaixamento.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo