França

O goleiro Léo Jardim, do Lille, pegou um pênalti e ajudou a eliminar o Monaco de Leonardo Jardim

Léo Jardim nasceu em Ribeirão Preto, mas despontou nas categorias de base do Grêmio e permaneceu como opção ao elenco tricolor a partir de 2014, com raras aparições em campo. Em 2018/19, o goleiro se transferiu ao Rio Ave e ganhou destaque no Campeonato Português, a ponto de descolar um contrato com o Lille. E a estreia do brasileiro como titular dos Dogues não poderia ser mais emblemática: Léo Jardim pegou um pênalti contra o Monaco treinado por Leonardo Jardim e garantiu a vitória por 3 a 0 de sua equipe. Sim, é isso mesmo: no duelo de homônimos, pior ao treinador português dos monegascos.

Aos 24 anos, Léo Jardim chegou a passar pela seleção sub-20. O goleiro é a segunda opção do Lille, reserva de Mike Maignan, mas precisou entrar na Champions League, quando o francês se lesionou contra o Chelsea na sexta rodada. Já nesta terça-feira, o brasileiro pôde entrar pela primeira vez no 11 inicial, em duelo válido pela Copa da Liga Francesa. Encarou o Monaco dentro do Estádio Louis II e deu sua contribuição ao ótimo resultado dos Dogues.

O primeiro gol do Lille aconteceu aos 19 minutos, num chute cruzado do ótimo Victor Osimhen. Os visitantes ampliaram nos acréscimos do primeiro tempo, num vacilo da zaga que Loïc Rémy não perdoou. Logo no início da etapa complementar, Islam Slimani teve a chance de descontar em uma cobrança de pênalti, mas Léo Jardim acertou o canto e espalmou. Por fim, Rémy fechou a conta aos 41, num gol fácil com a meta aberta. A vitória garantiu os Dogues nas quartas de final da Copa da Liga. Fim de linha ao Leonardo Jardim mais famoso.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo