FrançaLigue 1

Lyon não pode se contentar apenas com uma vaga na LC

Parece muito pouco para quem até 2008 dominou o futebol francês, mas o Lyon conquistou a duras penas a chance de estar novamente entre os times que disputam a Liga dos Campeões. Sete vezes campeão entre 2000 e 2008, os Gones correm o risco de não estar mais entre os grandes concorrentes no país. Uma vitória contra o Rennes na última rodada por 2 a o foi um suspiro de alívio nessa montanha russa que foi o desempenho da equipe treinada por Remi Garde.

A temporada teve um fim que por pouco não foi frustrante e o reflexo foi o elenco, que agora aposta muito em jovens formados na base ao invés de monopolizar o mercado francês. Isso era uma tendência nos anos em que o Lyon era liderado por Juninho Pernambucano e montava seu plantel baseado nos bons valores que surgiam nos times menores.

O Lyon não pode se contentar em apenas conseguir uma vaga europeia no apagar das luzes. Foram 19 vitórias, 10 empates e 9 derrotas para os Gones, que na reta final chegaram a ficar um mês sem vitória, entre março e abril. Bem verdade que o time também tem descoberto alguns jogadores interessantes como Umtiti, Gonalons, Grenier e Lacazette, mas falta alguém de mais renome para liderar o clube a uma campanha ao menos digna na Europa.

Cotado para ser a maior ameaça ao esquadrão do Paris Saint-Germain, juntamente com o Marseille, o Lyon teve um bom começo e somou pontos importantes no primeiro turno. Liderar nove rodadas não foi qualquer coisa, mas os comandados de Remi Garde não apresentaram nada fora do senso comum na sequência.

Em condições normais, seria quase inimaginável que os Gones perdessem partidas contra Ajaccio, Bastia, Sochaux e Stade de Reims, o que aconteceu em curto espaço de tempo nesta edição da Ligue 1. E para o futuro, é preciso que o time de Gerland acorde e se mostre competitivo, pois o Monaco está de volta, investindo pesado em atletas como João Moutinho, James Rodríguez e Falcao. Nesse grupo de candidatos também estão o Saint-Étienne que volta a brilhar, e o Rennes, que assegurou os serviços de Phillipe Montanier, responsável por uma grande campanha da Real Sociedad em La Liga.

A tendência é que adversários mais duros venham na próxima temporada. E sabendo disso, o Lyon não pode mais titubear ou cairá para o pelotão intermediário no cenário francês. Se quiser continuar figurando entre os grandes, deve fazer por merecer e apresentar suas armas.

Mostrar mais

Felipe Portes

Felipe Portes é zagueiro ocasional, cruyffista irremediável e desenhista em Instagram.com/draw.portes

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo