Ligue 1

Sergio Rico, do PSG, fala sobre ter ficado 26 dias em coma e quer voltar a jogar futebol

No final de maio, Sergio Rico sofreu um grave acidente ao cair de cavalo e passou 82 dias internado

O goleiro Sergio Rico, do Paris Saint Germain, concedeu entrevista à rádio espanhola “El Partidazo de Cope”, e falou sobre o grave acidente que sofreu em maio deste ano, quando caiu de cavalo e contraiu um traumatismo cranioencefálico. Durante o bate-papo, o arqueiro espanhol disse não lembrar de nada do ocorrido e que, após sair do coma, teve dificuldade para voltar a falar. Além disso, revelou que perdeu 20 quilos em virtude do longo tempo internado no hospital (82 dias, sendo 26 em coma).

– Lembro-me de chegar a Málaga, um amigo passou e me levou de carro. Eu lembro de caminhar em direção a Atamonte… E não me lembro de mais nada até acordar no hospital (…) Voltei aos lugares que fui naquele dia para tentar me lembrar, mas não me lembro de nada -, disse Sergio Rico, antes de comentar sobre suas noites de sono pós saída do hospital:

– Pesadelos? Não, não tenho absolutamente nada. Durmo como um bebê, tal como fazia antes. Estive 82 dias internado e perdi muito peso, quase 20 quilos. Antigamente pesava cerca de 91, quase 92, e naquela altura passei a pesar 73. Entretanto já consegui recuperar e agora peso 88 novamente.

Sergio Rico está ansioso para voltar aos gramados

Sergio Rico se acidentou em maio. Na ocasião, o goleiro caiu de um cavalo na região da Andaluzia, no sul da Espanha, e sofreu um traumatismo cranioencefálico. Na internação, precisou da ajuda de aparelhos para respirar. Quando saiu do coma, Rico encontrou dificuldades para falar e, no início, se comunicava com os familiares por meio de olhares.

Longe dos gramados desde o acidente, Sergio Rico não esconde a ansiedade de voltar a fazer aquilo que mais gosta: jogar futebol. No entanto, o arqueiro se mantém calmo com o processo de recuperação e diz confiar nos médicos.

– Estou ansioso para que o médico me dê um pouco mais de liberdade, me sinto bem. Quero voltar à minha rotina e me sentir um jogador de futebol novamente (…) Sigo as ordens dos médicos, que estão no comando, e daqueles que salvaram a minha vida, sem exagerar em nada.

Através das redes sociais, Rico fez um agradecimento especial à esposa, Alba Silva, que o acompanhou durante os 82 dias de internação. “Queria agradecer a você, meu amor, porque você lutou como uma campeã e nunca desistiu, porque você confiava cegamente que eu iria me recuperar. Você mostra seu bom coração. Te amo tanto, querida”, escreveu o jogador.

Carreira de Sergio Rico

Revelado pelo Sevilla, Sergio Rico começou nas categorias de base do clube em 2006. Cinco anos depois, se profissionalizou e passou a defender o time principal blanquirrojo. Pela equipe espanhola, o goleiro disputou 170 jogos e conquistou duas vezes a Liga Europa (2014/15 e 2015/16).

Entre 2018 e 2020, Rico defendeu Fulham e Paris Saint Germain, ambos por empréstimo. Em agosto de 2020, foi comprado em definitivo pelo time francês e assinou contrato até 2024. Na temporada passada, esteve emprestado ao Mallorca, mas retornou ao PSG neste ano.

Além do bicampeonato da Liga Europa, o goleiro espanhol conquistou também o Campeonato Francês em três oportunidades (2019/20, 2021/22 e 2022/23), além de duas Copas da França (2019/20 e 2020/21) e uma Copa da Liga Francesa (2019/20).

Foto de Guilherme Calvano

Guilherme Calvano

Jornalista pela UNESA, nascido e criado no Rio de Janeiro. Cobriu o Flamengo no Coluna do Fla e o Chelsea no Blues of Stamford. Na Trivela, é redator e escreve sobre futebol brasileiro e internacional.
Botão Voltar ao topo