A vida do não anda muito fácil e não ficou melhor neste domingo. Jogando diante do seu maior rival, o Paris Saint-Germain, os marselheses foram derrotas por 2 a 0. E nem foi preciso Neymar, que começou no banco, com um problema gástrico. e foram os autores dos gols, marcados ainda no primeiro tempo.

Em janeiro, os dois times tinham se enfrentado pela Supercopa da França, com vitória do . Mais uma vez, os parisienses levaram a melhor no clássico, diante de um adversário que não foi páreo. Recentemente, demitiram o técnico André Villas-Boas, que na verdade, praticamente se demitiu. Sem técnico, com problemas no vestiário, com resultados ruins, com jogadores rendendo pouco e diante do time mais forte da Ligue 1, o OM não foi capaz de competir.

Com nove minutos de jogo, Di Maria acionou Mbappé em velocidade em um contra-ataque, e o francês, veloz como um raio, tirou do último marcador e tocou na saída do goleiro. Os parisienses estavam à frente no placar no estádio Velodrome. O Paris sofreu com uma lesão logo depois. Di maria precisou sair, substituído por Pablo Sarabia.

O segundo gol veio aos 24 minutos. Alessandro Florenzi cruzou para a área e Icardi, na primeira trave, tocou de cabeça para trás, encobrindo o goleiro. Um gol curioso e 2 a 0 no placar. Ficou assim no primeiro tempo.

No segundo, Neymar substituiu Icardi, aos 20 minutos do segundo tempo. O brasileiro conseguiu alguns lances, mas não mudou o rumo da partida, que já estava encaminhada. O técnico Mauricio Pochettino rodou o elenco, colocou em campo Moise Kean e deu minutos a Danilo Pereira também.

A vitória do PSG é importante, porque os seus rivais diretos também venceram, tanto Lyon quanto o líder, Lille. São três pontos de diferença para o líder neste momento, com todos os times da ponta com o mesmo número de jogos.

Standings provided by SofaScore LiveScore