Ligue 1

Com Mbappé apagado, PSG ganha pênalti no último lance para evitar derrota contra Nantes na Ligue 1

Mbappé não fez a diferença contra o Nantes, mas a arbitragem deu uma ajudinha para o PSG descolar um empate na Ligue 1

Neste domingo (25), o PSG empatou com o Rennes por 1 x 1, no Parc des Princes, pela 23ª rodada da Ligue 1. Com o resultado, os Parisienses continuam na liderança do campeonato com 54 pontos, 11 a mais que o vice-líder Brest. Já os Rouge et Noir ficaram na 7ª posição com 35 pontos. Contudo, o jogo ficou marcado por uma polêmica de arbitragem, que influenciou diretamente.

O Rennes estava vencendo (com méritos) até o último lance da partida, quando o árbitro marcou um pênalti no mínimo duvidoso para o Paris Saint-Germain. Isso porque Gonçalo Ramos forçou o contato com as pernas de Mandanda. A princípio, o juiz não tinha marcado nada, mas o VAR recomendou a revisão e ele mudou de ideia. Saiba tudo o que aconteceu no jogo entre Parisienses e Rouge et Noir na Trivela.

Como foi PSG x Rennes pela Ligue 1

Como esperando, o PSG partiu para cima do Rennes. Dominando a posse de bola, os Parisienses não deram descanso para a defesa dos Rouge et Noir, que montaram uma verdadeira parede na frente de seu gol. Aos 19 minutos do 1º tempo, uma linda troca de passes na entrada da área chegou em Dembelé, que passou para Vitinha. Ele bateu colocado no cantinho, mas viu Mandanda ir buscar para fazer a defesa.

O problema é que o Paris Saint-Germain não conseguiu criar novas chances de gol no restante da etapa inicial. Os donos da casa pecaram no último passe, ficando restrito a rondar a área adversária, mas sem causar perigo de fato. Tanto que, aos 32 minutos, quem abriu o placar foi o Rennes. E não foi um simples gol, já que Gouiri protagonizou uma verdadeira pintura na Ligue 1.

Na primeira finalização dos Rouge et Noir, Doué passou para o atacante no meio-campo. Ele saiu costurando a defesa dos Parisienses, com direito a drible da vaca em Danilo Pereira. Já dentro da área, o camisa 10 do Rennes chutou de trivela no ângulo, indefensável para Donnarumma. E isso foi tudo até a ida para o intervalo. O PSG não aproveitou a posse dominante que teve e saiu em desvantagem.

Blitz total com ajudinha da arbitragem

No 2º tempo, os Parisienses fizeram uma blitz total nos Rouge et Noir. Aos seis minutos, Hakimi teve uma falta lateral, mas não quis nem saber e arriscou o chute direto. A bola passou pertinho da trave. Três minutos depois, Dembele avançou pela direita e passou para Mbappé na entrada da área. O craque do Paris Saint-Germain chutou, mas acabou tirando muito do goleiro do Rennes e mandou pela linha de fundo.

Já aos 13 minutos, foi a vez de Dembele entrar na área pela direita e arriscar a finalização colocada no alto. Mandanda se esticou todo para espalmar. Quatro minutos depois, o camisa 10 dos Parisienses (sempre ele) rolou a bola para Mbappé na meia-lua. O astro do PSG bateu de primeira por cima, mas acabou tirando tinta do travessão dos Rouge et Noir.

Aos 23 minutos, o Rennes quase conseguiu ser fatal em um contra-ataque. Em uma rápida transição ofensiva, Terrier passou a bola do meio para o lado direito, encontrando Truffert. Ele cruzou forte por baixo para Bourigeaud, que, mesmo desmarcado, conseguiu perder um gol inacreditável quase na pequena área. Os Parisienses só tiveram uma nova oportunidade sete minutos depois, em jogada de bola parada.

Em cobrança de escanteio na esquerda, Vitinha cruzou no primeiro pau para Fabian Ruiz, que desviou de cabeça para trás. A bola chegou em Danilo Pereira, que subiu mais que todo mundo para cabecear, mas por cima do gol. Aos 38 minutos da etapa final, o Paris Saint-Germain teve um pênalti anulado após revisão no VAR, já que Gonçalo Ramos valorizou um toque do marcador dos Rouge et Noir dentro da área.

Nos acréscimos, Fabian Ruiz aproveitou uma sobra de bola na entrada da área e finalizou bonito de primeira, mas mandou pelo lado do gol do Rennes. Quase no último lance, os Parisienses “ganharam” um pênalti duvidoso, para a fúria dos Rouge et Noir. Gonçalo Ramos não quis nem saber e aproveitou sua cobrança para fazer o gol. E isso foi tudo até o apito final. O PSG descolou um empate sofrido contra o Rennes.

Foto de Matheus Cristianini

Matheus Cristianini

Formado em Jornalismo pela Unesp, é apaixonado por esportes, acima de tudo futebol. Ama escrever sobre o que acontece dentro e fora de campo. Após passar por Antenados no Futebol, Bolavip Brasil, Minha Torcida e Esportelândia, se juntou à equipe da Trivela com muita vontade de continuar crescendo.
Botão Voltar ao topo