França

Recorreu ao ídolo: John Textor indica retorno de Juninho Pernambucano a um Lyon mergulhado na crise

Dono do Lyon, empresário norte-americano elogia relação de Juninho com o clube francês e projeta trajetória de sucesso do brasileiro

O Lyon atravessa péssima fase dentro de campo e amarga a lanterna da Ligue 1. Afundado na crise, o clube busca desesperadamente retomar o caminho das vitórias e tem como objetivo na temporada evitar o rebaixamento. Ciente do calvário da equipe, o empresário John Textor, sócio-majoritário do Lyon, parece ter em mente um ‘plano de emergência'. O nome desse plano? Juninho Pernambucano.

Maior ídolo do Lyon, Juninho tem boas chances de retornar ao clube. Em entrevista à rádio RMC Sport, Textor revelou conversas para que o brasileiro volte a ter participação ativa no time. Nas palavras do empresário norte-americano, as tratativas estão em andamento e a tendência é que Juninho regresse. Mas não 100%, já que ele é apegado a sua vida no Rio de Janeiro.

– Eu não acho que tem o cenário em que ele volta inteiramente. Ele gosta da sua vida no Rio, tem uma linda família, tem seus netos. Ele vai voltar a se envolver e ser útil, mas eu não pedi para ele se mudar novamente para a França. Se você tivesse sua vida no Rio, você ficaria no Rio.

Juninho vai para sua terceira passagem no Lyon

Juninho Pernambucano defendeu o Lyon entre 2001 e 2009. Durante esse período, disputou 344 jogos, marcou 100 gols e concedeu 77 assistências. O ex-meia conquistou 14 troféus, sendo sete Campeonatos Franceses, e a idolatria eterna de uma apaixonada torcida. Em 2019, o brasileiro assumiu o cargo de diretor esportivo do Lyon e ficou até o fim de 2021. Caso o retorno se confirme, ele deve voltar como consultor.

Juninho nunca escondeu seu carinho pelo Lyon e sempre se mostrou à disposição para ajudar o clube. Isso se confirma, mais uma vez, diante do iminente retorno. John Textor disse admirar a relação do ídolo brasileiro com a instituição e projetou sucesso do mesmo nesta sua volta.

– Eu acho que ele se importa muito com o clube, tem o clube no coração, quer ajudar e eu sou muito grato por isso. Os melhores dias dele no Lyon ainda estão por vir -, disse Textor.

Juninho Pernambucano tem 48 anos de idade. Após passar um tempo nos Estados Unidos, o ex-meia retornou ao Rio de Janeiro, onde reside atualmente. Textor revelou que quando vai ao Brasil, costuma agendar encontros com o ídolo de Lyon e Vasco.

De acordo com informações da imprensa francesa, além do Lyon, Juninho poderia ter uma posição geral na empresa de Textor, a Eagle Football Holdings. Caso isso ocorra, ele teria influência também nos outros clubes do grupo, como Botafogo, Crystal Palace e o RWD Molenbeek, da Bélgica.

Não é só o Lyon que Textor precisa se preocupar… E o Botafogo?

Além do Lyon, John Textor se atenta também para a trágica situação do Botafogo. Depois de começo avassalador no Campeonato Brasileiro, o Alvinegro carioca caiu drasticamente de produção, deixou uma liderança consolidada escapar e agora ocupa apenas a terceira colocação do certame.

Se antes o Botafogo só dependia das próprias forças para ser campeão brasileiro, tal cenário mudou por completo. Com 62 pontos conquistados, o Glorioso precisa vencer seus jogos restantes e torcer contra Palmeiras e Flamengo, líder e vice-líder respectivamente.

Foto de Guilherme Calvano

Guilherme Calvano

Apaixonado por futebol, uniu o amor pelo esporte mais popular do mundo ao jornalismo. Carioca da gema e grande entusiasta da Premier League, cobriu o Flamengo no Coluna do Fla e o Chelsea no Blues of Stamford. Na música, vai de Post Malone a Armandinho. Eclético assim como na área técnica. Afinal, Guardiola e Mourinho são suas referências.
Botão Voltar ao topo