França

Entenda a relação entre uma goleada por 20 a 0 e o parto de uma vaca

Mais uma ótima história vem do futebol amador, desta vez na França. No encontro diante do Tupigny, o Marly-Gomont não viu a cor da bola e levou um passeio de 20 a 0. Mais surpreendente que o placar foi o que levou o jogo a terminar dessa maneira. Na metade do primeiro tempo, quando o time já perdia de cinco, o goleiro titular teve que deixar o campo porque sua vaca estava dando à luz. Sim, quando você é um fazendeiro, está sujeito a essas coisas e precisa ter claras suas prioridades.

VEJA TAMBÉM: Torcida do Manchester United é a mais barulhenta da Premier League

Apesar do motivo bizarro para a substituição do goleiro, a grandiosidade da notícia, publicada pelo jornal local L’Aisne Nouvelle, não acaba por aí. O Marly-Gomont chegou para o jogo com o Tupigny com muitos problemas por lesão. Ao todo, 14 atletas não estavam disponíveis, e quatro dos que foram para o duelo tinham apenas 16 anos. Então, quando o arqueiro titular resolveu deixar o campo, aos 25 minutos, só havia uma pessoa possível para substitui-lo: o presidente de 61 anos do clube.

Evidentemente, o senhor não pode fazer muito para evitar a catástrofe no marcador, e só no intervalo a contagem já estava em dez gols para o Tupigny. O impiedoso adversário não tirou o pé do acelerador no segundo tempo e fechou a vitória em 20 a 0 – ou até tirou, afinal, com um goleiro de 61 anos que sequer jogador era, o placar poderia muito bem ter sido 30 a 0.

No final da partida, os jogadores do Tupigny aplaudiram a atitude do time remendado do Marly-Gomont, que permaneceu no jogo e lutou até o fim lealmente. Infelizmente, a história para por aí, e a nota não fala se a vaca passa bem após o parto de seu bezerro.

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo