Europa

Uma chance para Diouf

A última segunda-feira foi agitada no futebol europeu e consequentemente na redação da Trivela, que acompanhou o encerramento da janela de tranferência por 12 horas seguidas. Era a última chance dos clubes de se reforçarem para o restante desta temporada.

E o Rangers, obviamente, estava desesperado para contratar um atacante. Os Gers perderam Kenny Miller, que era o artilheiro da atual edição do Campeonato Escocês e que agora defenderá o Bursaspor. Para suprir a ausência de Miller, o time de Glasgow escolheu El-Hadji Diouf. O senegalês jogará pelos escoceses até o fim da temporada por empréstimo do Blackburn.

“Estávamos procurando um atacante depois que Kenny Miller foi embora e não estávamos tendo muito sucesso. Até que ele [El-Hadji Diouf] ficou disponível”, disse o treinador dos Gers, Walter Smith. “Ele tem boas qualidades. El-Hadji pega bem na bola, encara os oponentes e cria oportunidades de marcar”, elogiou.

“Ele tem jogado em um alto nível e sentimos que necessitávamos desse tipo de experiência a essa altura.”

Diouf até hoje é lembrado pela atuação na Copa do Mundo de 2002, quando ajudou Senegal a atingir as quartas de final do Mundial do Japão e da Coreia do Sul. Por conta do desempenho na Copa do Mundo, transferiu-se do Lens para o Liverpool. Mas ele não correspondeu às expectativas com a camisa dos Reds e ficou no clube de 2002 a 2005. Depois teve passagens por Bolton, Sunderland e Blackburn, sem ter brilhado por nenhum desses times que passou.

O atacante atualmente é mais comentado pelo seu comportamento do que pelo futebol. O jogador tem um currículo marcado por polêmicas. Quando jogava no Sochaux, dirigiu um carro sem ter a carteira de motorista e bateu o veículo em um outro carro. Por conta disso, ele teve que prestar serviços para a comunidade.

Na Inglaterra, uma lista de confusões. Cuspiu em um torcedor do Celtic em um jogo entre Reds e Bhoys pela Copa da Uefa de 2003. Foi suspenso pela Uefa de atuar por alguns jogos e multado pela entidade. Mas o jogador não cessou essa atitude e continuou cuspindo em jogadores, torcedores. Este ano, Diouf foi acusado de ofender Neil Warnock, enquanto o atleta do Queens Park Rangers estava caído no chão com uma perna quabrada, durante a partida entre Blackburn e QPR pela terceira rodada da Copa da Inglaterra.

Walter Smith afirmou que não teme que o comportamento indisciplinar do senegalês atrapalhe o desempenho em campo. “Já tive jogadores que tinham uma má reputação. Eles vieram aqui e jogaram bem”, disse o treinador dos Gers. “Espero que esse seja o caso de El-Hadji. Acho que ele vai saber lidar com isso.”

Aos 30 anos, Diouf ganhará uma chance de mostrar o seu futebol que o fez ficar famoso. Afinal, o Rangers o trouxe para ser o substituto de Kenny Miller, que era a estrela do time. No time escocês, ele terá ainda a oportunidade de mostrar o seu talento não só para os escoceses como para os europeus. Lembrando que os Gers é a única equipe britânica (excluindo os ingleses) a disputar uma competição europeia. O Sporting será o adversário de Rangers na Liga Europa. Até lá, Diouf deverá ter conquistado a vaga de titular.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo