Europa

Sem chance na Inglaterra, Joe Hart tentará voltar a jogar regularmente com a camisa do Celtic

O goleiro de 34 anos atuou apenas 13 vezes nas últimas duas temporadas - nenhuma delas pela Premier League

Joe Hart já foi um titular da seleção pouco contestado e que não era um desastre, o que estava de bom tamanho diante do histórico de goleiros da Inglaterra antes de Jordan Pickford – que também não é unanimidade. Sua carreira, porém, degringolou rapidamente, a ponto de não conseguir mais encontrar um clube da Premier League que lhe conceda um tempo de jogo regular. Agora, tentará buscá-lo na Escócia, como o novo goleiro do Celtic.

Hart, bicampeão da Premier League e primeiro goleiro da era bilionária do Manchester City, ainda tem 34 anos, uma idade bem razoável para a posição, mas desde que foi dispensado por Guardiola após defender as metas do City até a semifinal da Champions League em 2015/16 sob o comando de Manuel Pellegrini, sua única temporada completa foi emprestado ao Torino, em 2016/17.

Em seguida, Hart atuou em metade da Premier League pelo West Ham e depois em outra metade pelo Burnley, ao longo de duas temporadas, antes de ser completamente escanteado. Nos últimos dois anos, por Burnley e mais recentemente pelo Tottenham, jogou apenas 13 vezes e não participou de uma rodada sequer do Campeonato Inglês.

O Celtic teve Craig Gordon protegendo o seu gol entre 2014 e 2019. Conseguiu promover o retorno de Fraser Foster, emprestado pelo Southampton em 2019/20 e, na última temporada, dividiu os minutos entre Vasilis Barkas e Scott Bain. Barkas foi titular no jogo de ida da segunda fase preliminar da Champions League contra o Midtjylland. Bain atuou na volta e na primeira rodada do Campeonato Escocês, no último fim de semana.

O Celtic foi eliminado pelos dinamarqueses e começou a campanha em que tentará recuperar o título das mãos do Rangers com derrota por 2 a 1 para o Heart of Midlothian – que, por ironias do destino, é o novo clube de Craig Gordon. A contratação de Joe Hart e também do meia James McCarthy, ex-Crystal Palace, chegam em um momento no qual a torcida está desesperada por boas notícias.

“Estou feliz que contratamos dois jogadores de primeira classe. Os dois têm muita experiência com clubes e seleção e isso é algo que apenas favorece o time. Estou ansioso para trabalhar com ambos”, afirmou o treinador Ange Postecoglou, que não está tendo um começo de trabalho fenomenal. “Sei que nossos torcedores conhecem bem os dois jogadores e tenho certeza que eles os receberão bem no clube e ficarão ansiosos por vê-los jogar pelo Celtic nas próximas temporadas”.

Hart assinou contrato por três temporadas e pode estrear já nesta quinta-feira, quando o Celtic enfrenta o Jablonec, da Tchéquia, pela terceira fase preliminar da Liga Europa. “Este é um grande momento para a minha carreira e estou muito feliz de me juntar a um clube da estatura do Celtic. Eu sei o quanto este clube é grande e da incrível torcida que ele tem, e mal posso esperar para jogar diante dos torcedores no Celtic Park”, comemorou.

O escocês James McCarthy, 30 anos, provou-se um meio-campista sólido de Premier League, com boa pegada no meio-campo, durante as duas temporadas que passou defendendo o Crystal Palace – e um pouco também quando teve oportunidade pelo Everton. Ocupará uma posição que ficou desfalcada com a saída do capitão Scott Brown para o Aberdeen.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo