Europa

O gol mais bonito da semana foi do filhinho de Rosicky, na despedida de seu pai

Beleza é um conceito subjetivo. E entre tantos jeitos de anotar um gol estonteante, o que aconteceu neste sábado em Praga parte de um princípio diferente. A beleza não está na plasticidade do lance em si, mas na ternura. Não é um lance que gruda na retina, e sim daqueles que fazem os olhos marejar. Tomas Rosicky havia anunciado sua aposentadoria do futebol em dezembro, mais uma vez perseguido pelas lesões no retorno ao Sparta Praga. Para marcar o seu adeus, realizou um jogo de despedida, recebendo torcedores e velhos amigos dos gramados – da seleção, do Borussia Dortmund, do Arsenal. Pois o melhor lance da noite veio de seu filho, Tomas Jr, se esbaldando dentro de campo.

A jogada já estava previamente combinada, é claro. Os adversários permitiram que o time de Rosicky armasse o contra-ataque. Então, o veterano pegou o menino no colo e saiu correndo atrás da bola, numa alegria contagiante, sob chuva. “Deixaram” três marcadores no chão e, dentro na pequena área, o tcheco só passou para o filhinho ajeitar e bater por entre as pernas de Jens Lehmann. Para todo mundo comemorar. É difícil não sorrir ao ver as imagens:

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo