Europa

No time de sua cidade, Duff jogará de graça e doará salários para instituição de caridade

Damien Duff foi um dia um dos nomes recorrentes em manchetes inglesas. Um dos destaques do Chelsea no início da Era Abramovich, o irlandês agora dá seus últimos passos na carreira e está prestes a atuar pelo Shamrock Rovers, clube de Dublin, sua cidade natal, mas pelo qual nunca atuou. Mais do que o fato de voltar para casa, a história ganha ainda mais destaque pelas condições em que acontecerá: em vez de receber os salários, o jogador destinará o dinheiro a uma instituição de caridade.

VEJA TAMBÉM: Em 2011, Arda Turan já revelava seu sonho de jogar pelo Barça

De acordo com informações do Daily Mail, repercutidas por outros veículos da imprensa inglesa e europeia, independentemente de quais sejam os vencimentos de Duff no Shamrock Rovers, todos eles irão diretamente para uma instituição de caridade da escolha do atleta. O periódico acredita que essa possa ser a Heart Children Ireland, com quem o jogador tem fortes laços desde que seu filho nasceu com um problema no coração.

O veterano teve tempo de sobra para garantir estabilidade financeira durante seus melhores anos no Campeonato Inglês, por Chelsea, Newcastle e Fulham, e depois da última temporada na Austrália, atuando no Melbourne City, entende que é hora de, através do futebol, retribuir tudo o que pôde conquistar.

Quando assinou com o Paris Saint-Germain, David Beckham fez o mesmo, doando todo o seu salário para instituições. É verdade que o valor do acordo do irlandês dificilmente chegará perto dos £ 3,4 milhões a que chegou o do inglês, mas o gesto é igualmente enorme. Ainda mais se comparado com as exigências recentes de um companheiro de profissão, Gervinho, que viu sua transferência para o Al Jazira cancelada por ter pedido um helicóptero particular e uma praia privada. Tudo bem que cada um tem suas escolhas e que as circunstâncias são diferentes, mas talvez dê para ter um palpite de qual atitude é melhor exemplo a ser deixado.

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo