Champions LeagueEuropa

MANCHESTER UNITED x REAL MADRID

Jogo de ida
13/fevereiro, 17h45
Santiago Bernabéu, Madri (ESP)

Jogo de volta
05/março, 16h45
Old Trafford, Manchester (ING)

Confrontos anteriores
8 jogos, 3 vitórias do Real, 2 vitórias do United, 3 empates

O mapa da mina para o Manchester United

Van Persie e Rooney: dupla promete centralizar as atenções no fim de ano (Foto: AFP PHOTO/PAUL ELLIS)

A situação favorável dos Red Devils na Premier League permite uma atenção maior à Liga dos Campeões. Como de costume, o United empurrou a fase de grupos com a barriga, mas ao menos desta vez não repetiu a eliminação vexatória da temporada passada. Na busca por seu terceiro título continental, Sir Alex Ferguson aposta suas fichas no potente ataque. Van Persie não se cansa de marcar gols, Rooney se adaptou muito bem como meia central no 4-2-3-1 e o banco ainda conta com o iluminado Chicharito. Coletivamente, o United ocupa bem os espaços, sabe jogar no erro dos adversários e é muito perigoso nas bolas paradas. Além disso, a equipe conta com um poder de reação incrível, com 12 vitórias de virada na temporada. As únicas preocupações ficam para a defesa, frágil nos ataques pelos lados e com o oscilante De Gea no gol.

O mapa da mina para o Real Madrid

Cristiano Ronaldo: protagonismo crescente (FOTO: PIERRE PHILIPPE/AFP)

A Liga dos Campeões é a corda de salvação do Real Madrid em uma temporada marcada pelos conflitos internos. Considerando a reação improvável em La Liga, “La Decima” se torna uma obsessão ainda maior. José Mourinho fará o máximo para reconquistar a Europa diante de sua provável saída e, segundo a imprensa espanhola, o elenco firmou um pacto mesmo discordando das atitudes do técnico. As armas continuam as mesmas: a verticalidade e o contragolpe mortal. Para ajudar, Cristiano Ronaldo vive fase inspiradíssima, assim como Mesut Özil tem acumulado boas atuações recentemente. Os problemas, no entanto, também não são novos. Não bastasse a incapacidade no jogo aéreo, a defesa tem lidado com os desfalques recorrentes. E o ataque precisa aprender a enfrentar adversários que se fecham bem.

Destinos cruzados

Cristiano Ronaldo é o elo óbvio. Bola de Ouro em 2008 pelo United, o camisa 7 foi contratado ao Real Madrid no ano seguinte – nesta semana, Alex Ferguson declarou que errou ao negociá-lo por “apenas” € 94 milhões. O português, aliás, é símbolo da relação comercial entre os clubes. Quatro das sete maiores vendas da história dos Red Devils foram feitas aos merengues – CR7, Beckham, Van Nistelrooy e Heinze renderam € 158,5 milhões. Em compensação, os ingleses não contratam um jogador do clube espanhol desde 1982.

Formações prováveis

Man United x Real Madrid

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo