Liga Europa

Solskjaer quer título da Liga Europa para ser catalizador de novas conquistas

Técnico planeja terminar a temporada em alta e quer buscar o título da Liga Europa, que acredita ter potencial para contagiar o time para buscar novas taças

Um clube como o Manchester United vive uma sede de títulos constante. O último, porém, foi em 2017, ainda com José Mourinho. Foi a Liga Europa. Aquela taça foi importante para o clube, mas a ausência de conquistar depois disso tem sido um peso. Desde a saída de Mourinho, no final de 2018, e a chegada de Ole Gunnar Solskjaer, o time tem sentido o gosto de semifinais, mas não conseguiu aumentar os títulos na sala de troféus. O treinador mira o título da Liga Europa para que seja um catalizador para o clube conquistar muito mais.

Antes desvalorizada, a Liga Europa é hoje vista com outros olhos pelos clubes ingleses. O Manchester United sentiu o gosto do título e espera repetir; o Chelsea conquistou na temporada 2018/19, ainda com Maurizio Sarri, em uma final com o Arsenal. Aliás, os Gunners estão novamente na disputa do título desta vez, em outra semifinal, contra o Villarreal. O United terá a Roma pela frente.

Há uma história no confronto com a Roma. Na temporada 2006/07, Solskjaer ainda era jogador do Manchester United quando os Red Devils encararam a Roma nas quartas de final da Champions League. O confronto deixou memórias no norueguês por um fato curioso: Sir Alex Ferguson feliz com uma derrota.

“Nós perdemos o jogo fora de casa, mas a coisa mais estranha foi que o técnico estava muito feliz depois daquela derrota”, lembrou o agora treinador do Manchester United. “Eu nunca o vi tão feliz depois de perder um jogo”. O Manchester United perdeu o jogo de ida por 2 a 1, com Solskajaer dando a assistência para o gol dos britânicos. Em casa, o United venceu por impressionantes 7 a 1, eliminando os italianos.

“Ele estava tão confiante que nós iríamos vencer o jogo em casa, então foi uma experiência surreal, de verdade. Nós precisávamos aproveitar ao máximo. Temos uma chance de ir à final. Fizemos um bom trabalho, profissional e não sofremos muita pressão”, disse o técnico, em relação ao confronto com o Granada, decidido nesta quinta-feira.

O norueguês quer terminar a temporada em alta e acredita que a Liga Europa é um caminho importante para isso. Além disso, quer conquistar o seu primeiro título, depois de chegar em quatro semifinais entre a temporada passada e esta, ainda sem uma taça. “Esperamos que sim”, afirmou.

“Nós jogamos contra alguns bons times, mas nós saboreamos novamente a chance de ir a uma final. Eu vi determinação, a atitude em todos os jogadores que nós queremos dar um passo adiante”, continuou. “As decepções das derrotas que tivemos, isso nos dá motivação para dar um passo a mais e esperamos terminar a temporada em alta”.

Das quatro semifinais que Solskajaer viveu até aqui como técnico do United, foram duas derrotas para o Manchester City na Copa da Liga, uma para o Chelsea na Copa da Inglaterra e uma para o Sevilla na Liga Europa. O treinador acredita que as derrotas ajudaram a fazer o time chegar onde está hoje, mais preparado para vencer as disputas.

“Nós tivemos a experiência dessas derrotas. Quando você sofre derrotas, nunca é fácil lidar com isso. Na temporada passada, nós acabamos em uma semifinal contra o Sevilla e sentimos que fomos para as férias com a memória de uma derrota. Então, os jogadores estão muito focados, determinados, a atitude tem sido muito boa desde entramos na fase de oitavas e quartas de final. Nós queremos ir até o final”, analisou o treinador em entrevista divulgada nesta sexta-feira pela Sky Sports.

O treinador acredita que o primeiro título sob o seu comando pode ser catalizador para novas conquistas. “Às vezes o primeiro gosto de vitória é o catalizador para algo melhor que virá. É isso que estamos lutando para conseguir. Nós não nos iludimos, não será fácil, ainda há outros três times muito bons no torneio. Nós temos que jogar bem para chegar à final, para começar, e então ganhar a final”, disse. “É isso que pretendemos. Tem sido uma temporada implacável, não temos uma pausa entre os jogos, mas o título é algo que queremos para terminar a temporada”.

As semifinais da Liga Europa serão disputadas nos dias 29 de abril e 6 de maio. O jogo de ida será no Old Trafford, em Manchester, com a partida de volta no Estádio Olímpico de Roma. Na outra semifinal, outro inglês, o Arsenal, também briga por uma vaga na final. O time enfrentará o Villarreal, do seu ex-técnico, Unai Emery. Joga a primeira no Estadio de la Ceramica, em Villarreal, e a volta no Estádio Emirates. 

Antes disso, tem a Premier League pela frente. O time de Solskjaer é o segundo colocado na tabela e no domingo enfrenta o Burnley, em Old Trafford. Contra o 16º na tabela, o técnico não espera uma vida fácil. “Nas últimas três temporadas, o Burnley marcou três gols quando veio ao Old Trafford”, lembrou.

“Quando jogamos no Turf Moor, não sofremos muitos gols. Não podemos dar a eles muitas chances e oportunidades porque estamos em Old Trafford. Sim, nós queremos marcar gols, mas o Burnley sempre torna difícil para você e faz você sentir que está em um jogo”, continou o treinador.

“Eles têm jogadores experientes, profissionais muito bons, alguns deles que eu treinei nos reservas [do Manchester United, que foi técnico do time B], são bem organizados e sabemos que temos que começar bem o jogo. Se você der a eles uma vantagem de um gol ou dois, não é dado que você consegue virar. Você tem que lutar e conquistar o direito de ganhar os pontos contra o Burnley”.

O Manchester United recebe o Burnley no domingo, às 12h, com transmissão do Fox Sports. Confira mais na Programação de TV.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo