Liga Europa

Svilar brilha, pega dois pênaltis e Roma avança na Liga Europa após jogo nervoso

No tempo normal, time romano ficou no empate diante dos holandeses pelo placar de 1 x 1

Em um confronto emocionante, a Roma bateu o Feyenoord nos pênaltis após empate no tempo normal pelo placar de 1 x 1 na tarde desta quinta-feira (22) e se classificou para as oitavas de final da Liga Europa. O time holandês abriu o marcador logo aos cinco minutos com um gol marcado por Santiago Giménez. Pouco tempo depois, Pellegrini marcou um lindo gol de fora da área empatando o jogo em favor do time italiano.

O jogo seguiu com o placar inalterado durante todo o tempo normal e só foi ameaçar mudar de panorama no final do segundo tempo da prorrogação. Lukaku, que não fez uma boa partida, teve a bola para marcar o gol da virada no último lance do jogo, mas Wellenreuther fez enorme intrervenção. Nos pênaltis, o goleiro Svilar dos Giallorossi pegou duas cobranças e foi fundamental para a classificação romanista.

Pellegrini anota um golaço para a Roma em primeiro tempo emocionante

Logo aos quatro minutos do primeiro tempo, a zebra começou a passear pelos lados do Estádio Olímpico de Roma. Após jogada rápida pela esquerda e bate-rebate na área, a bola sobrou para Santiago Giménez, que meio sem querer, mandou a bola para o fundo do gol, abrindo o placar para os holandeses.

Lukaku teve a chance do empate aos nove. Depois de cobrança de escanteio pela direita, a bola sobrou para o belga na segunda trave e quase foi para o fundo das redes, não fosse o pé salvador do zagueiro Hancko, que salvou quase emcima da linha. No rebote da jogada, El-Shaarawy ajeitou e mandou de perna direita, ao lado da meta de Wellenteuther, que usou o seu golpe de vista para fazer passar o perigo.

O jogo seguia alucinante nos primeiros 15 minutos e, após um contra-ataque gigante do Feyenoord, Santiago Giménez teve a chance de marcar o segundo gol. O atacante mexicano saiu sozinho invadiu a área e chutou em cima do goleiro Svilar, que salvou a meta da Roma.

Aos 15 minutos a Roma chegou ao empate com um golaço de Lorenzo Pellegrini. O camisa sete dos Giallorossi recebeu do bico da grande área pela canhota e acertou um chute de raíssima felicidade, no ângulo de Wellenreuther, que se esticou todo e nada pôde fazer para evitar o gol de empate do time italiano.

Cristante teve uma oportunidade claríssima para virar o jogo aos 20 minutos, após cruzamento da esquerda que o meia antecipou ao goleiro holandês e por pouco não conseguiu balançar o barbante do Feyenoord mais uma vez na Itália.

Pellegrini ainda teve mais uma chance de marcar o gol da virada aos 30 minutos, mas pegou embaixo da bola em sobra na entrada da área e mandou longe do gol. Seis minutos mais tarde, Karsdorp recebeu dentro da área e pegou mal com a perna direita, no últio bom lance da excelente primeira etapa no Estádio Olímpico.

Jogo fica sonolento no segundo tempo e decisão vai para a prorrogação

O jogo caiu bem de produção no segundo tempo. Temendo tomar um gol no tempo normal, os dois times acabaram recuando demais e se arriscavam pouco. As principais investidas dos clubes nos 20 primeiros minutos do segundo tempo foram em jogadas pelos lados que terminaram em cruzamentos errados.

No mais, quando o Feyenoord tinha a posse de bola, a Roma marcava em bloco médio e tentava se aproveitar da velocidade dos seus jogadores de lado como El-Shaarawy e Dybala para tentar chegar com perigo. Do lado holandês, o jogador mais perigoso era o atacante Santiago Giménez, que isolado na frente, brigava com os zagueiros do time italiano mas sem muito sucesso.

Aos 33 minutos, Quilindschy Hartman fez uma linda jogada pelo lado esquerdo, sambou na frente da marcação e cruzou rasteiro para o meio da área, Diego Llorente apareceu para salvar a defesa da Roma em uma das poucas descidas do time do Feyenoord no segundo tempo.

Romelu Lukaku recebeu passe primoroso dentro da área aos 42 minutos, o belga saiu na frente de Wellenreuther, mas perdeu o domínio da bola no momento do chute.

Na prorrogação, faltou coragem

Roma e Feyenoord passaram os pouco mais de 30 minutos de jogo do tempo extra sem arriscar praticamente nada. Os dois times se preservaram em campo, parecendo que queriam levar o jogo para os pênaltis. Lukaku foi figura apagada na equipe italiana, mais uma vez e Daniele De Rossi só não tirou o atacante por conta do seu poder de decisão.

Pelo lado do Feyenoord a melhor jogada do time holandês veio aos com Minteh. O jogador saiu com liberdade dentro da área da Roma e chutou forte para boa defesa de Svila. Lukaku teve a bola do jogo em duas oportunidades no minuto final da prorrogação. Em contra-ataque puxado, o belga chutou forte e cruzado, para defesa espetacular de Wellenreuther. Na sequência, o centroavante subiu no segundo andar e mandou pela linha de fundo.

Foto de Lucas de Souza

Lucas de Souza

Esse é Lucas de Souza, redator e repórter do Futebol na Veia e da Trivela. Jornalista especializado em Marketing digital é também narrador do Portal Futebol Interior e da RP2Marketing.
Botão Voltar ao topo