Europa

Eficiência premiada

O título é simbólico, mas de grande valia. Com 39 pontos em 16 partidas, o Trabzonspor é o líder isolado da Super Lig e, com cinco pontos a mais do que o Bursaspor, não pode ser alcançado pelos rivais na última rodada do primeiro turno. Mais que o status, no entanto, a posição possui grande significado para o clube de Trebizonda. Marca a ascensão do clube de volta ao topo do futebol local, podendo conquistar a Super Lig depois de 27 anos.

Ao longo de 2010, vários foram os sinais de que a Karadeniz Firtinasi voltava com força. O primeiro deles, aliás, foi dado ainda em dezembro de 2009, com o retorno do técnico Senol Günes ao verdadeiro lar. Como discorrido várias vezes aqui mesmo neste espaço, o treinador da Turquia na Copa de 2002 é uma espécie de encarnação humana do próprio clube. O então goleiro esteve em presente em todos os títulos da liga conquistados, além de, já no comando do time, ter levado o Trabzonspor as suas melhores colocações no Campeonato Turco desde a própria aposentadoria dos gramados.

Já no ano passado, o poder mágico que Günes parece exercer sobre o clube já tinha se evidenciado. Quando assumiu o cargo de técnico pela quarta vez, após a saída de Hugo Broos, a equipe já tinha sido derrotada cinco vezes em treze partidas e era apenas a nona na liga nacional. Até o fim do torneio, foram apenas mais quatro derrotas e a recuperação, encerrando a corrida na quinta posição. Ainda melhor foi a campanha na Türkiye Kupasi, na qual sofreu apenas duas derrotas e com um 3 a 1 irretocável sobre o Fenerbahçe, o Trabzonspor acabou campeão.

E se tudo parecia acertado desde a temporada passada, as engrenagens da equipe estão funcionando ainda melhor no segundo semestre de 2010. Nem mesmo a aposentadoria do capitão Rigobert Song foi sentida e a defesa está ainda mais fortalecida. Na frente, os gols provam a participação de todo o elenco nas jogadas ofensivas. Onze jogadores marcaram gols, enquanto treze forneceram assistência. A base de jogadores utilizados por Günes não passa de 15 atletas. Assim como na temporada 2009/10, o time continua organizado no esquema 4-2-3-1, com dois meias abertos pelas pontas, por vezes variando para o 4-4-2, com o meia central deslocado ao ataque.

A primeira demonstração da grande fase veio na decisão da Supercopa da Turquia, diante do Bursaspor, campeão da Super Lig em fase estupenda. A torcida que foi ao Estádio Olímpico Atatürk, contudo, viu uma vitória fácil do Trabzonspor, com show do colombiano Teófilo Gutiérrez. Foram três gols em menos de vinte minutos, que garantiram já em agosto a primeira taça em uma temporada promissora.

Gutiérrez, aliás, poderia ajudar ainda mais os Bordo-Mavililer a aumentarem a supremacia no ano. O centroavante não joga desde o começo de outubro, quando voltou à Colômbia alegando problemas de saúde. A avaliação dos médicos do clube, porém, não apontaram nada e, desde então, Senol Günes o mantém afastado dos gramados. Especula-se que Gutiérrez parta nas próximas semanas. O atleta, que não havia balançado as redes uma única vez em 16 jogos na temporada passada, fez oito gols em nove partidas desde agosto.

De qualquer forma, Gutiérrez não faz tanta falta assim para o ataque do Trabzonspor. Referência há quatro temporadas, Umut Bulut é o artilheiro do time na Super Lig, com oito tentos – o meia Burak Yilmaz está empatado com ele. E o brasileiro Jajá Coelho, contratado do Metalist Kharkiv em agosto, também faz bem a função quando escalado. Ao todo, foram seis tentos em doze partidas.

Considerando-se todas as partidas realizadas no ano, o único grande revés foi na Liga Europa. E de qualquer forma, o adversário era o muito mais estruturado Liverpool. Na última fase preliminar da competição continental, a classificação pareceu palpável ainda no primeiro jogo, quando os turcos perderam pela diferença mínima de 1 a 0. Entretanto, depois de abrir o placar e manter a vitória até os 38 do segundo tempo, a Karadeniz Firtinasi permitiu a virada inglesa que selou a desclassificação.

Interada apenas em competições nacionais, a equipe faz mesmo a diferença na Super Lig e esquece qualquer frustração contra os Reds. A campanha impecável conta com apenas uma derrota: na quinta rodada, o tropeço aconteceu em casa, contra o Manisaspor. Depois disso, nove vitórias e apenas dois empates, ambos fora de Trebizonda, que asseguram o domínio na tabela.

É interessante também analisar os confrontos diretos dos Bordo-Mavililer contra os principais clubes da competição. O trio de ferro não tirou um único ponto do Trabzonspor, que venceu Besiktas, Fenerbahçe e Galatasaray jogando no estádio Hüseyin Avni Aker. O vice-líder Bursaspor perdeu em Bursa e o Kayserispor foi o único a roubar dois pontinhos, com um empate por 0 a 0.

As três igualdades que a equipe acumula até aqui, inclusive, foram as únicas oportunidades nas quais o ataque passou em branco. A eficiência ofensiva foi demonstrada especialmente no encontro ante o Kasimpasa. A vantagem de 7 a 0 no marcador é a maior da história do clube na Super Lig. Contando este confronto, foram seis jogos com três ou mais tentos anotados. A média de gols do time é de 2,31 por partida, a segunda maior do campeonato.

A defesa, como afirmado acima, apresenta números ainda mais impressionantes. Só foi vazada duas ou mais vezes em apenas duas oportunidades. A média, de 0,63 gols/jogo, é a mais baixa da competição. O goleiro Onur K?vrak, que participou de todos os encontros do time até aqui, ficou invicto em nove partidas. Ele, ao lado do zagueiro Egemen Korkmaz e do volante Selçuk ?nan, não ficou ausente em um minuto sequer da temporada.

E grande parte dos jogadores que terminaram 2009/10 em alta não perderam o ritmo quando retornaram da pré-temporada. O brasileiro Alanzinho, eleito o jogador mais querido pela torcida, e o argentino Gustavo Colman ainda são vitais. Ibrahima Yattara, meia nascido em Guiné, tornou-se capitão e voltou em grande forma após passar a temporada passada praticamente inteira no estaleiro. O restante do grupo, formado basicamente por turcos, ainda conta com o talento dos supracitados Umut Bulut, Burak Y?lmaz e Selçuk ?nan.

Mais amadurecido e entrosado, o time de Senol Günes completou o segundo semestre de 2010 de forma praticamente perfeita. Desde já, sai como favorito para o título da Super Lig, bem como pelo bicampeonato na Copa da Turquia, na qual ainda não estreou. A se analisar os números apresentados até aqui na temporada, vai ser difícil achar um adversário tão equilibrado e, sobretudo, tão regular.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo