Europa

Disputa por terreno faz time romeno treinar com operários erguendo cerca no meio do campo

Quando chegaram ao centro de treinamento Zoltan David na manhã desta sexta-feira, os jogadores do Otelul Galati, da Romênia, viram provavelmente a última coisa que imaginavam testemunhar no local onde diariamente realizam suas atividades. Duas cercas enorme cortavam um dos campos do CT, e um grupo de operários trabalhava em parte do gramado, cavando buracos e aplicando cimento em alguns trechos. E tudo por causa de uma disputa de terra.

VEJA TAMBÉM: Estes são os confrontos da terceira fase preliminar da Champions League

Cristina Valmas, moradora de Galati, afirma que cerca de um quarto do terreno em que está situado o centro de treinamento do Otelul lhe pertence. A romena reclamava também que, durante a reforma do terreno e das instalações em 2011, ninguém pediu sua permissão para as alterações. Segundo o site romeno Sport, em várias oportunidades Valmas tentou alertar o clube por causa da disputa judicial, pedindo para que nada fosse construído na parte que supostamente lhe pertencia.

Diante da posição do clube, a moradora decidiu ela própria dar um jeito prático na situação e, nesta sexta-feira, chegou antes do elenco do clube ao CT com operários que havia contratado para o serviço de demarcação de sua terra. O resultado foi a cena que abre este post, com um grupo de jogadores correndo pelo gramado ao lado da cerca que havia sido erguida pouco antes.

Segundo a imprensa romena, agora cerca de 25% do campo está deteriorado, e o Otelul Galati ainda não se pronunciou sobre como irá proceder. Resta, então, por enquanto, um treino de campo reduzido. Aprimorar a ocupação de espaços e a compactação do time nunca é demais.

otelul7 otelul8

 

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo