Conference League

Sem VAR na Conference, um gol de mão absurdo do Qarabag dependeu da confissão do autor para ser anulado

Wadji marcou um gol claro com a mão que a arbitragem não viu e a correção só aconteceu depois que o autor admitiu a irregularidade

A Uefa optou por não utilizar o VAR na edição inaugural da Conference League. Segundo o regulamento da competição, a confederação tende a oferecer o recurso à arbitragem apenas na decisão. O texto, contudo, abre a possibilidade de estabelecer o árbitro de vídeo em fases anteriores se a entidade assim achar necessário. E certamente a pressão vai aumentar para as oitavas de final, após o absurdo que aconteceu no Azerbaijão. O Qarabag marcou um gol flagrante de mão contra o Olympique de Marseille e o árbitro não viu. Sem o VAR, a correção dependeu do arrependimento de Ibrahima Wadji, que confessou a irregularidade depois de ser muito pressionado pelos adversários. No fim das contas, os franceses venceram por 3 a 0 e se classificaram.

A situação do Olympique era bem cômoda. Os franceses venceram por 3 a 1 no Estádio Vélodrome e abriram o placar em Baku, com um gol de Pape Gueye aos 12 minutos. O lance absurdo aconteceu aos 34 da primeira etapa. Após o cruzamento da esquerda, Wadji ergueu o punho e deu um soco na bola, que ia direto para a mão de Mandanda. O árbitro e o assistente não viram o toque flagrante e o tento foi validado, apesar da enorme revolta dos marselheses, que apontaram o erro de imediato.

Uma grande confusão se instaurou em campo, com o Olympique de Marseille pedindo a anulação do gol. A consciência era óbvia também em muitos membros do Qarabag, que não comemoraram. Vários jogadores pareceram com vergonha de celebrar e o autor não recebeu muitos cumprimentos, só correndo ao centro do campo, sem vibrar tanto. O atacante seria muito cobrado pelos adversários. Depois da conversa com o treinador Gurban Gurbanov, Wadji resolveu então confirmar que tocou com a mão na bola. Assim, depois de quase cinco minutos de discussão, o lance foi anulado e o jogo acabou retomado. Mas não dá para aceitar que, em tempos nos quais o VAR é uma ferramenta acessível, ainda mais em nível Uefa, a sequência de uma partida dependa do arrependimento.

O Qarabag não teria mesmo chances de classificação. Durante o segundo tempo, o Olympique marcou mais dois gols. Matteo Guendouzi assinalou o segundo aos 32 minutos e Konrad de la Fuente fechou a contagem aos 47. Classificação relativamente tranquila, ainda que tenha ocorrido um momento tão bizarro. Os marselheses agora aguardam o sorteio das oitavas de final para saber quem será o próximo adversário.

<iframe width="100%" height="580" src="https://www.sofascore.com/event/10012142/lineups/embed" frameborder="0" scrolling="no" style="max-width: 770px"></iframe>    <div style="font-size:12px;font-family:Arial,sans-serif"><a href="https://www.sofascore.com/qarabag-fk-olympique-de-marseille/QHsmuc" target="_blank" rel="noopener">Qarabağ FK - Olympique de Marseille Live Score</a></div>

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo