Conference League

Por causa de surto de covid, Tottenham anuncia que jogo decisivo contra o Rennes pela Conference foi adiado

Segundo Antonio Conte, apenas 11 jogadores do Tottenham estariam disponíveis para o duelo com o Rennes em Londres

Por conta de um surto de Covid-19 no elenco do Tottenham, a partida contra o Rennes pela Conference League não deve acontecer nesta quinta-feira. O jogo, que valia a classificação para os Spurs, em corrida paralela com o Vitesse, ainda não tem nova data definida. Segundo o clube, “as discussões com a Uefa estão em curso e, no devido momento, daremos mais notícias sobre essa partida”. Oito jogadores dos londrinos testaram positivo, bem como cinco membros da comissão técnica. O Rennes, por outro lado, diz que a decisão é unilateral e não foi confirmada pela Uefa. Os franceses também apontam que faltou “fair play”, ao só descobrirem a intenção de adiarem o duelo quando o time tinha desembarcado em Londres.

O regulamento da Uefa diz que o time precisa ter menos de 13 atletas inscritos disponíveis para o adiamento ocorrer. Conforme o técnico Antonio Conte, 11 atletas estariam disponíveis, número que o Rennes contesta, dizendo que nada foi confirmado à Uefa. Além disso, as partidas das fases de grupos das competições continentais precisam acontecer antes da virada do ano, o que parece complicado diante do calendário congestionado do Tottenham na Premier League e do Rennes na Ligue 1.

Classificado por antecipação e garantido na primeira posição do grupo, o Rennes cumpriria tabela em Londres. O Tottenham disputa a segunda colocação com o Vitesse, ambos com sete pontos e vantagem no saldo para os ingleses. Uma vitória seria primordial aos londrinos. Os holandeses têm boas chances de classificação ao pegarem o Mura em casa. A princípio, o duelo na Holanda ocorrerá normalmente nesta quinta-feira. Caso este embate aconteça, os Spurs poderão entrar em campo dias depois já sabendo o que precisarão fazer.

Antonio Conte não escondeu sua preocupação: “Pessoas que ontem estavam negativas hoje são positivas e continuamos a ter contato com pessoas que consideramos negativas, mas no dia seguinte se tornam positivas. Todo mundo está um pouco assustado, porque não sabemos o que vai acontecer. Eu posso me infectar, não sei. Melhor eu que um jogador, com certeza. Não é certo para todos, porque temos contato com nossas famílias quando voltamos para casa. O futebol é o mais importante, mas falar sobre futebol hoje é impossível. Há situações, como a realização desse jogo, que me deixam chateado”. O treinador não falou se todos os jogadores estão vacinados e ainda não se sabe se houve contato com a variante ômicron.

O Tottenham também informou que, depois de conversas com as autoridades sanitárias do Reino Unido, a área do centro de treinamentos ocupada pelo elenco principal será fechada temporariamente. Conforme os Spurs, a medida será tomada “no interesse pela saúde e pela segurança dos jogadores e da comissão técnica”. É possível que os Spurs também solicitem o adiamento de seu jogo contra o Brighton pela Premier League. Já na Liga Europa, outra situação que preocupa é do Leicester, que enfrentará o Napoli sem sete jogadores – entre infectados por covid e doentes.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo