Europa

Clássico turco é marcado por violência

Um dos maiores clássicos em matéria de rivalidade teve lugar neste domingo na Turquia: Galatasaray e Fenerbahçe. E como era de se esperar, a disputa deixou o futebol de lado e prevaleceram em campo agressões verbais e físicas entre os jogadores. O placar terminou em 0 a 0, com quatro expulsões, duas para cada lado, e as duas equipes mantiveram o empate na tabela, com 48 pontos cada uma, Fenerbahçe em 4º – posição que garante vaga para Liga Europa – e Galatasaray em 5º lugar.

O resultado distanciou mais ainda as equipes do título. O líder atual é o Sivasspor, com 56 pontos, a sete rodadas do final da competição.

Com as arquibancadas exaltadas, e jogadores nervosos em campo, a confusão resultou nas expulsões de Lugano e Semith, para a equipe visitante, e Arta Turan e Emre Asik dos donos da casa. O uruguaio pegou um adversário pelo pescoço, enquanto Turan quase acertou um soco no rosto de um rival.

Em seu site oficial, o Fenerbahçe lamentou o comportamento de seus jogadores no incidente que, segundo a nota do clube, só fazem aumentar a violência no futebol entre as duas equipes.

Nos outros jogos da rodada, o Sivasspor venceu por 1 a 0 o Antalyaspor, com gol de Sezer Badur, a quatro minutos do final, garanindo a liderança da equipe, que passou o Besiktas. O vice-líder venceu também, por 3 a 1, o Kocaelispor. Bobô virou o placar aos 40 do segundo tempo, após Akeem Agbetu abrir o marcador aos dois minutos e Tomas Zapotocny, aos 30 da etapa final, empatar, de pênalti. Nos acréscimos, Yousef Simsek completou a vitória.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo