Champions League

Você se lembra desse invasor de campo? Hoje ele deve uma fortuna só de multas

Invadir o gramado e ganhar alguns minutinhos de fama é algo muito comum hoje em dia, mas Jimmy Jump popularizou a prática muito antes disso ser descolado. Qualquer pessoa que tenha acompanhado futebol na década passada deve ter visto alguma das famosas invasões de campo do espanhol. Acontece que a projeção que ele ganhou se desvencilhando de seguranças em campos de futebol teve um custo caro, e hoje o invasor está afundado em dívidas pelas multas que recebeu pela prática.

VEJA TAMBÉM: Brasileirão paga salários três vezes maiores que o Campeonato Argentino

Em declarações publicadas pelo jornal Mundo Deportivo, Jimmy Jump revelou que está quebrado pelo número de multas que recebeu ao longo de mais de seis anos de invasões a gramados. “Não tenho dinheiro, devo cerca de € 280 mil, e um juiz decidiu reter 50% de meu salário a cada mês”, afirmou o invasor.

Das inúmeras invasões de campo do espanhol, aquelas de que você mais deve se lembrar são as da final da Eurocopa de 2004, entre Portugal e Grécia, quando correu com uma bandeira do Barcelona e a atirou em direção a Luís Figo, que havia trocado o clube catalão pelo Real Madrid quatro anos antes, a da final da Champions League de 2005, entre Liverpool e Milan, e, mais iconicamente, a da final da Copa do Mundo de 2010, quando chegou bem perto da taça, sobre a qual tentava colocar um gorro.

Além de toda a fortuna que precisa pagar pelas invasões, Jimmy Jump está proibido de assistir a partidas na Espanha e na Alemanha. O espanhol não chegou a comentar se, hoje, se arrepende ou não de suas aventuras. Considerando que ele começou em 2004 e até 2010 ainda o fazia, difícil imaginar que seja o caso.

Relembra duas de suas mais famosas invasões:

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo