Champions League

Torcedoras fazem graves denúncias de assédios após PSG x Barcelona

A classificação do PSG sobre o Barcelona na Champions League ficou marcada por assédios durante a revista espanhola

Na última terça-feira (16), o PSG eliminou o Barcelona nas quartas de final da Champions League ao golear por 4 a 1, no Estádio Olímpico Lluís Companys. Entretanto, a partida de volta ficou marcada por graves denúncias de assédio a torcedoras dos parisienses durante a revista dos comissários espanhóis na entrada do estádio.

Anoush Morel, torcedora do Paris Saint-Germain e presidente da associação Her Game Too France, alertou sobre um comportamento intrusivo dos funcionários na hora de revistar as mulheres antes da decisão contra o Barça. Através de seu perfil no X (ex-Twitter), ela contou detalhadamente como as revistas representaram um episódio de assédio na Liga dos Campeões, cujo relato foi confirmado por outras pessoas presentes no local:

“Não havia linhas claras e definidas, todos estavam amontoados. Éramos um pequeno grupo de mulheres e tivemos dificuldade em encontrar a fila certa para a revista. Quando o comissário me mandou vir, já ouvi uma torcedora parisiense que estava sendo revistada dizer: ‘caramba, é intenso aí’ , mesmo ela tendo o peito agarrado com as duas mãos. Dois segundos depois, isso aconteceu comigo também”.

Historicamente, as revistas na Espanha são conhecidas por serem duras, “mas não para prejudicar a integridade física dos espectadores”, protestou Anoush. Ela relatou que essa foi sua primeira viagem internacional para acompanhar o PSG. Em meio a esse cenário, o que era para ser uma experiência memorável com a vitória sobre o Barcelona na Champions, acabou se tornando um trauma por conta do assédio.

Torcedora do PSG revela que foi revistada por um homem

– “Depois dos seios, ela passou a mão entre minhas nádegas e meu púbis. Aí me disse: ‘vira’, e o mesmo. Nesse momento, olhei para as outras garotas e me perguntei se sou a única que passou por algo tão estranho. Muitas disseram que nunca haviam vivenciado algo tão intenso e horrível. Fiquei tão decepcionada. Foi um momento muito especial para mim, estou com meus amigos, a partida foi uma loucura, mas está estragada por essa coisa… É super violento de vivenciar”, disse Anoush Morel

A torcedora do PSG conversou com cerca de 20 pessoas, cuja maioria confessou que vivenciou algo parecido durante a revista dos comissários espanhóis. Um dos relatos colhidos pela presidente da Her Game Too France revelou que uma mulher foi revistada por um homem, o que, teoricamente, é proibido. Morel também declarou que esse tipo de revista abusiva não é uma particularidade da Espanha, mas sim de boa parte da Europa.

A associação presidida por Anoush Morel e a Agência Nacional de Apoiadores (ANS), que reúne os direitos e interesses dos torcedores franceses, divulgaram um formulário para outras torcedoras denunciarem revistas abusivas nas quartas de final da Champions League.

Próximo compromisso na Liga dos Campeões

O PSG enfrenta o Borussia Dortmund na semifinal da Liga dos Campeões para buscar uma vaga na grande final, o que não acontece desde a temporada 2019/20. Desta vez, as torcedoras do clube da capital francesa esperam não passar por revistas abusivas na Alemanha. Resta saber se a Uefa irá tomar alguma medida prévia para lidar com essa situação.

Foto de Matheus Cristianini

Matheus Cristianini

Formado em Jornalismo pela Unesp, é apaixonado por esportes, acima de tudo futebol. Ama escrever sobre o que acontece dentro e fora de campo. Após passar por Antenados no Futebol, Bolavip Brasil, Minha Torcida e Esportelândia, se juntou à equipe da Trivela com muita vontade de continuar crescendo.
Botão Voltar ao topo