Champions League

O dia em que Pirlo atrapalhou e a Juventus caiu para o Olympiacos

Ganhar do Olympiacos na Grécia é uma missão sempre ingrata pelo ambiente de guerra que é criado em Piraeus. Mesmo o time sendo mais fraco, o campo é uma espécie de Defensores del Chaco europeu: jogar lá tem complicações que são intimidadoras. Nesta quarta-feira, a Juventus caiu diante do Olympiacos na Grécia, com um detalhe sórdido: Andrea Pirlo foi mal e acabou substituído logo no início do segundo tempo. Não adiantou. O placar ficou mesmo em 1 a 0.

FORÇA: Real Madrid ignorou a mística e a história para vencer o Liverpool de forma avassaladora
BIPOLAR: O Dortmund precisa resolver a bipolaridade do time que voa na Champions e desaba no Alemão

Pirlo teve um aproveitamento bem fraco de passes, algo que normalmente ele vai bem. Teve só 77% de aproveitamento dos passes, algo muito abaixo da sua própria média, normalmente acima dos 90%. Quando deixou o campo, aos 12 minutos do segundo tempo, a Juventus melhorou com Marchisio. Ele não foi capaz de ditar o ritmo do jogo, como muitas vezes acontece – e como, aliás, o Sassuolo já tinha feito no fim de semana.

O Olympiacos sofreu, é verdade. O goleiro espanhol Roberto teve que trabalhar muito para evitar o empate dos italianos. Foram sete defesas do goleiro. A Juventus chutou a gol duas vezes mai que os mandantes, 18 a 9, mas teve uma precisão dos passes menor que o time grego, 73% a 81%.

Com Pirlo mal, a Juventus toda não foi bem também. Nem Pogba, nem Vidal, nem Tevez foram capazes de carregar o time. E isso é bastante preocupante, porque a situação do grupo agora fica complicada para a Juve. Com três pontos, o time está em terceiro lugar na chave, atrás do Atlético de Madrid e do próprio Olympiacos, ambos com seis pontos. O Malmö, último colocado, também tem três pontos. A Juventus precisa dos três pontos na próxima rodada, novamente contra o Olympiacos, mas desta vez em Turim. Com uma vitória, se iguala aos gregos. Terá ainda pela frente o Malmö na Suécia e o Atlético de Madrid em casa. Precisa vencer os suecos, porque o jogo com o Atlético pode ser uma armadilha perigosa.

O Olympiacos, por sua vez, terá pela frente, depois da Juventus na próxima semana, o Atlético de Madrid na Espanha e o Malmö em casa. Deve vencer os suecos na Grécia, então o confronto mais importante é tentar não perder da Juventus na Itália. Como perdeu do Malmö na Suécia, não poderá se dar ao luxo de perder para a Juventus na Itália.

Veja o gol de Kasami, que deu a vitória ao Olympiacos:

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo