Champions League

O abraço de Buffon e Vidal marca um Juve x Bayern grandioso além dos 90 minutos

Juventus e Bayern de Munique fizeram uma partida memorável em Turim. Repleta de tensão enquanto a bola rolou, é verdade – especialmente pelos momentos em que Mandzukic se estranhou com Lewandowski e Vidal durante o segundo tempo. Mas também com cenas de respeito ao apito final e além das quatro linhas. Os gigantes souberam promover muito bem o confronto, com direito a mascotes se recebendo no aeroporto e brincando nas arquibancadas. No entanto, não houve imagem mais marcante do que o abraço de Buffon e Vidal na saída de campo.

Antes do jogo, Buffon já tinha explicitado o seu sentimento sobre Vidal e Coman, seus ex-companheiros no lado adversário: “Quando o juiz encerrar a partida, seremos amigos novamente”. E foi o que prevaleceu, independente da partidaça feita pelo chileno, controlando o ritmo de jogo do Bayern e comandando a pressão intensa no primeiro tempo. O goleiro e o volante deram um longo abraço, além de conversarem. Companheirismo acima de tudo.

E, em questão de espetáculo, é preciso exaltar também o que as duas torcidas protagonizaram nas arquibancadas. Além do tradicional hino, os juventinos prepararam um belo mosaico pedindo para os seus jogadores “serem heróis”. Enquanto isso, os bávaros também fizeram sua presença ser sentida, mesmo como visitantes. Grande jogo que não se limitou ao gramado.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo