Champions League

Modric: Estávamos mortos até o gol que marcamos. Os torcedores foram muito importantes para nós”

Eleito o melhor em campo contra o Chelsea, Modric teve grande atuação e foi decisivo no lance do gol que salvou o Real Madrid da eliminação no tempo normal

O Real Madrid passou longe de uma classificação tranquila diante do Chelsea e precisou de prorrogação para conseguir a vaga, apesar da derrota por 3 a 2. Luka Modric foi um dos destaques dos merengues, com um passe espetacular para Rodrygo marcar o gol que salvou o time da eliminação ainda no tempo normal. O meia elogiou o seu time e os torcedores, que seguiram apoiando, apesar do placar desfavorável.

“Inacreditável, para descrever este jogo. Estávamos mortos até o gol que marcamos. O Chelsea marcou três bons gols. O primeiro talvez com um pouco de sorte por causa do desvio. Não posso dizer que jogamos uma partida ruim, mas eles aproveitaram suas chances bem e marcaram os gols”, afirmou o meia croata.

“Nós não desistimos. Continuamos acreditando, continuamos lutando e no fim marcamos dois gols. Mostramos uma imensa personalidade e este estádio, com os torcedores, foi muito importante para nós. Quando estávamos perdendo por 3 a 0, eles estavam lá, eles continuaram nos apoiando, e isso nos deu um impulso para continuar, para continua acreditando que iríamos reverter aquilo e foi o que fizemos”.

O Real Madrid espera o vencedor de Manchester City e Atlético de Madrid para saber quem enfrentará na semifinal, mas já sabe que será uma pedreira, o que é esperado nesta fase da competição. Os merengues sobreviveram a uma grande atuação do Chelsea e Modric tem uma participação importante nisso. Aos 36 anos, ele tem contrato só até o final desta temporada. Considerando seu nível de atuação, não será surpresa se o clube propuser que ele continue por mais uma temporada.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo